EM EDIÇÕES ESPECIAIS, SUSPENSE COM JODIE FOSTER E CLÁSSICOS DO CINEMA MUDO

COM CARDS E EXTRAS, “A MENINA DO OUTRO LADO DA RUA“, THRILLER PSICOLÓGICO COM A ATRIZ LOGO APÓS O SUCESSO DE “TAXI DRIVER”, E “HORROR MUDO“, DVD DUPLO COM FILMES DOS ANOS 1920, COMO “O CORCUNDA DE NOTRE DAME” E “A CARRUAGEM FANTASMA” – LONGA SUECO QUE INFLUENCIOU O CINEMA DE INGMAR BERGMAN. A MENINA

Clássicos do Cinema

ADEUS NELSON PEREIRA DOS SANTOS (1928-2018), UM DOS MAIORES DIRETORES DO CINEMA BRASILEIRO

O BRASIL PERDEU O DIRETOR DE CLÁSSICOS COMO “RIO 40 GRAUS” E “VIDAS SECAS”. DIAGNOSTICADO COM UM TUMOR NO FÍGADO, NELSON MORREU NO ÚLTIMO SÁBADO (21), AOS 89 ANOS. PREMIADA NOS PRINCIPAIS FESTIVAIS DO MUNDO, SUA OBRA É PARTE FUNDAMENTAL DA HISTÓRIA DO CINEMA NACIONAL. Nascido em São Paulo, no bairro do Brás, em 1928,

Clássicos do Cinema

AGNÈS VARDA: 4 CLÁSSICOS DA SENHORA NOUVELLE VAGUE

MAIS UMA COLEÇÃO IMPERDÍVEL PARA OS CINÉFILOS, COM 2 DISCOS REUNINDO OS MELHORES LONGAS DE FICÇÃO DA ACLAMADA CINEASTA FRANCO-BELGA. Viúva de Jacques Demy – diretor de “Os Guarda-Chuvas do Amor” e de vários outros trabalhos que acabam de sair em DVD na 2001 -, Agnès Varda é considerada uma das maiores cineastas de todos

Clássicos do Cinema

COLEÇÃO KEN RUSSELL: UM DOS LANÇAMENTOS DO ANO, COM 6 FILMES DO DIRETOR

COM 4 DISCOS, CARDS E INÚMEROS EXTRAS, O BOX RESGATA 6 LONGAS DO CINEASTA BRITÂNICO ENTRE OS ANOS 70 E 80 – INCLUINDO O SEMINAL “OS DEMÔNIOS”, A ÓPERA-ROCK “TOMMY” E O INÉDITO EM DVD “O NAMORADINHO”. Ken Russell, nome artístico de Henry Kenneth Alfred Russell, nasceu em 3 de julho de 1927, em Southampton,

Clássicos do Cinema

CHEGOU “ME CHAME PELO SEU NOME”, UM DOS VENCEDORES DO OSCAR 2018

INDICADO AO OSCAR DE MELHOR FILME, ATOR (TIMOTHÉE CHALAMET) E CANÇÃO (“MYSTERY OF LOVE”, DE SUFJAN STEVENS), O DRAMA ROMÂNTICO LEVOU A ESTATUETA DE MELHOR ROTEIRO ADAPTADO, ESCRITO PELO VETERANO JAMES IVORY (DIRETOR DE “MAURICE” E “UMA JANELA PARA O AMOR“) A PARTIR DO ROMANCE DE ANDRÉ ACIMAN. CONFIRA NA 2001, EM DVD E BLU-RAY. Dirigido

Lançamentos para venda

ÚLTIMAS PEÇAS: CLÁSSICOS, CULTS E LONGAS DE FESTIVAIS

COM O INÍCIO DO FESTIVAL É TUDO VERDADE, CONFIRA ALGUNS DOCUMENTÁRIOS DISPONÍVEIS NA PROMOÇÃO DA LUME, COMO “A FALTA QUE ME FAZ“, “CHANTAL ACKERMN, DE LÁ” E “ELEVADO 3.5“. Entre os cineastas presentes na seleção destacamos o alemão RAINER WERNER FASSBINDER (1945–1982), lembrado com o clássico “O Medo Consome a Alma“, o polonês ANDRZEJ ZULAWSKI (1940–2016), com “A Revolta do

Clássicos do Cinema

O POLÊMICO “MÃE!”, “IT – A COISA”, E MAIS SUSPENSE E TERROR

NESTA SEXTA-FEIRA 13, CONFIRA NA 2001 VÁRIOS FILMES COM ELEMENTOS DO CINEMA DE HORROR. DESDE “MÃE!“, COM SUA IMPACTANTE MEIA HORA FINAL, PASSANDO PELO ICÔNICO PALHAÇO PENNYWISE DE “IT“, A UM DOS MELHORES TRABALHOS DE GUILLERMO DEL TORO (VENCEDOR DO OSCAR DESTE ANO POR “A FORMA DA ÁGUA“), ENTRE OUTROS TÍTULOS. MÃE! Um dos filmes

Lançamentos para venda

NOS LANÇAMENTOS DO MÊS, CINEMA EUROPEU, DOC E CLÁSSICOS DO CINEMA

O OUTRO LADO DA ESPERANÇA Premiado com o Urso de Prata de Melhor Diretor no Festival de Berlim pelo filme, o finlandês Aki Kaurismäki volta ao tema dos refugiados, depois do jovem africano de “O Porto” (2011). Com seu humanismo e estilo minimalista, o cineasta acompanha o drama de Khaled, um rapaz sírio que chega

Clássicos do Cinema

EM RELANÇAMENTO, DOIS TÍTULOS DA VERSÁTIL COM BRIAN DE PALMA E ORSON WELLES

DE VOLTA AO CATÁLOGO, UM THRILLER DA FASE HITCHCOCKIANA DE BRIAN DE PALMA, E O DVD DUPLO “SHAKESPEARE POR WELLES”, QUE REÚNE TRÊS ADAPTAÇÕES DE PEÇAS DO DRAMATURGO INGLÊS E QUASE DUAS HORAS DE EXTRAS.  TRÁGICA OBSESSÃO – ED. ESPECIAL Versão restaurada de um dos melhores thrillers de Brian De Palma, uma homenagem a “Um Corpo que

Clássicos do Cinema

NOVAS COLEÇÕES DE FILME NOIR E GIALLO COM CARDS

COM 3 DISCOS, “FILME NOIR – VOL.10” REÚNE 7 CLÁSSICOS DO GÊNERO – INCLUINDO RARIDADES DIRIGIDAS POR JOSEPH L.MANKIEWICZ E ALBERTO CAVALCANTI -, E O DVD DUPLO “GIALLO VOL.5” TRAZ 4 VIOLENTOS THRILLERS DOS ANOS 70 E 80. FILME NOIR – VOL.10 A coleção da Versátil chega a seu décimo volume com clássicos dirigidos por

Clássicos do Cinema

DOIS FILMES DE ÉPOCA: “RODA GIGANTE” E “ASSASSINATO NO EXPRESSO DO ORIENTE”

O MAIS RECENTE TRABALHO (FINALIZADO) DE WOODY ALLEN CONTA COM KATE WINSLET EM MAIS UMA GRANDE ATUAÇÃO. E KENNETH BRANAGH DIRIGE E ESTRELA A NOVA VERSÃO DO BEST SELLER DE AGATHA CHRISTIE. RODA GIGANTE Com aclamada atuação de Kate Winslet, o filme acabou sendo esquecido das premiações e não fez o mesmo sucesso de trabalhos

Lançamentos para venda

“EXTRAORDINÁRIO” E MAIS LANÇAMENTOS NA 2001

EXTRAORDINÁRIO Com 6,6 milhões de espectadores nos cinemas brasileiros entre dezembro de 2017 e o início deste ano, o filme é um dos grandes sucessos-surpresa da temporada, provando a necessidade do público por mais histórias com emoção, sensibilidade e importância social no cinema. Dirigido por Stephen Chbosky (de “As Vantagens de Ser Invisível”), “Extraordinário” é

Lançamentos para venda

EM DVD, BLU-RAY, BD 3D E STEELBOOK, “STAR WARS – OS ÚLTIMOS JEDI”

COM 3,5 MILHÕES DE ESPECTADORES NO BRASIL, O FILME FOI ESCRITO E DIRIGIDO POR RIAN JOHNSON (“LOOPER: ASSASSINOS DO FUTURO”) E É O OITAVO CAPÍTULO DA SAGA ESPACIAL. Bem diferente dos longas anteriores, o filme agradou a crítica, por suas inovações e mudanças nos personagens, mas dividiu parte do público. Tecnicamente espetacular, concorreu ao Oscar

Lançamentos para venda

DE VOLTA AO CATÁLOGO, “CIDADE DOS SONHOS”, ELEITO MELHOR FILME DESTE SÉCULO

OBJETO DE CULTO ENTRE OS CINÉFILOS, FOI ELEITO “MELHOR FILME DO SÉCULO 21” POR UMA LISTA DE CRÍTICOS ORGANIZADA PELA BBC EM 2016, FICANDO À FRENTE DE, POR EXEMPLO, “AMOR À FLOR DA PELE” (2º LUGAR) E “SANGUE NEGRO (3º). Inicialmente criado como piloto para uma possível série de televisão, o projeto foi cancelado pela

Clássicos do Cinema

NOS LANÇAMENTOS DA SEMANA, SATYAJIT RAY – O MAIOR CINEASTA DA ÍNDIA

Vencedor de um Oscar honorário em 1992, Satyajit Ray (1921-1992) é considerado um dos maiores diretores da história do cinema. Ilustrador, músico e publicitário, Ray foi assistente de Jean Renoir em “O Rio Sagrado” (1951) antes de estrear na direção de longa com “A Canção da Estrada” (1955), que deu início à trilogia do personagem

Clássicos do Cinema