Daily Archives: 6 de Abril de 2018

EM RELANÇAMENTO, DOIS TÍTULOS DA VERSÁTIL COM BRIAN DE PALMA E ORSON WELLES

DE VOLTA AO CATÁLOGO, UM THRILLER DA FASE HITCHCOCKIANA DE BRIAN DE PALMA, E O DVD DUPLO “SHAKESPEARE POR WELLES”, QUE REÚNE TRÊS ADAPTAÇÕES DE PEÇAS DO DRAMATURGO INGLÊS E QUASE DUAS HORAS DE EXTRAS. 

TRÁGICA OBSESSÃO – ED. ESPECIAL

Versão restaurada de um dos melhores thrillers de Brian De Palma, uma homenagem a “Um Corpo que Cai” que vai desde o enredo até a música assinada por Bernard Herrmann, compositor da trilha sonora de vários filmes de Alfred Hitchcock.

Na trama, um empresário (Cliff Robertson) tem sua vida destruída quando a filha e a esposa são sequestradas. Quinze anos depois, na Itália, ele conhece uma mulher idêntica à sua falecida esposa (Geneviève Bujold).

Com fotografia elaborada de Vilmos Zsigmond (“Imagens”) e trilha sonora indicada ao Oscar, “Trágica Obsessão” é uma obra essencial na filmografia de De Palma, um discípulo aplicado do mestre do suspense em trabalhos seminais, como “Vestida para Matar”, “Um Tiro na Noite” e “Dublê de Corpo“.

EXTRAS:
* Making of (37 min.)
* Hitchcock e De Palma (25 min.)
* Trailer de cinema (2 min.)

E VEJA TAMBÉM, DA VERSÁTIL:

DISCO 1:
UM TIRO NA NOITE

DISCO 2:
IRMÃS DIABÓLICAS
O FANTASMA DO PARAÍSO

SHAKESPEARE POR WELLES

Com seu estilo épico e complexidade psicológica, as peças de William Shakespeare (1564-1616) são universais por abordarem temas atemporais como desejo, cobiça, traição, laços sociais e políticos. Transitando entre a realidade, a fantasia e o mito, seus personagens são espelhos da sociedade, exprimindo a condição humana e suas principais contradições. Não mais natural que atraíssem a atenção de Orson Welles (1915-1985), um dos maiores gênios – e iconoclastas do cinema.

DISCO 1:

OTHELLO (The Tragedy of Othello: The Moor of Venice, 1952, 93 min.)
Com Orson Welles, Micheál MacLiammóir, Suzanne Cloutier.

A tragédia do mouro Othello, que se casa com a bela Desdemona e que acaba influenciado pelo nefasto Iago a duvidar da fidelidade de sua esposa. Adaptação da obra de Shakespeare filmada por Welles em Veneza e no Marrocos, entre 1949 e 1952. Vencedor do Grande Prêmio do Festival de Cannes.

FALSTAFF: O TOQUE DA MEIA-NOITE (Campanadas a medianoche, 1965, 116 min.)
Com Orson Welles, John Gielgud, Jeanne Moreau, Margaret Rutherford.

O cavaleiro bêbado e glutão Sir John Falstaff é um grande amigo do herdeiro do trono da Inglaterra. Juntos, os dois se divertem, correm riscos, bebem e desenvolvem uma intensa relação. Quando o príncipe assume o trono e se torna Henrique V, Falstaff vislumbra mudanças. Grande Prêmio Técnico no Festival de Cannes.

DISCO 2:

MACBETH: REINADO DE SANGUE (Macbeth, 1948, 118 min.)
Com Orson Welles, Jeannete Nolan, Dan O’Herlihy.

Escócia, século XI. Instigado por uma profecia e por sua pérfida esposa, o nobre Macbeth comete atos traiçoeiros em busca pelo poder. Sem modernizar a linguagem do texto de Shakespeare, mas reorganizandoa ordem das cenas, Welles realiza uma versão muito cinematográfica, fugindo da armadilha do “teatro filmado”.

EXTRAS:

* Documentário sobre “Othello”
* “Macbeth Maldito”
* Welles & Shakespeare
* Curta-metragem “O Retorno a Glennascaul” de Hilton Edwards

COMPLETE A SUA COLEÇÃO:

DISCO 1:
O PROCESSO
A DAMA DE SHANGAI

DISCO 2:
VERDADES E MENTIRAS
GRILHÕES DO PASSADO

DISCO 3:
SOBERBA
É TUDO VERDADE

NOVAS COLEÇÕES DE FILME NOIR E GIALLO COM CARDS

COM 3 DISCOS, “FILME NOIR – VOL.10” REÚNE 7 CLÁSSICOS DO GÊNERO – INCLUINDO RARIDADES DIRIGIDAS POR JOSEPH L.MANKIEWICZ E ALBERTO CAVALCANTI -, E O DVD DUPLO “GIALLO VOL.5” TRAZ 4 VIOLENTOS THRILLERS DOS ANOS 70 E 80.

FILME NOIR – VOL.10

A coleção da Versátil chega a seu décimo volume com clássicos dirigidos por mestres como Anthony Mann, Joseph H. Lewis, Mankiewicz e o brasileiro Alberto Cavalcanti, além de uma hora e meia de extras, incluindo “Alma em Sombras”, filme B noir dirigido por Richard Fleischer (“No Mundo de 2020”).

Edição Limitada com 6 cards.

DISCO 1:

IMPÉRIO DO CRIME (The Big Combo, 1955, 87 min.)
De Joseph H. Lewis. Com Cornel Wilde, Richard Conte, Jean Wallace.

Um tenente recebe ordem de parar de investigar um mafioso, por não ter conseguido provas contra o criminoso. Mas ele não desistirá tão fácil. Um dos maiores filmes noir de todos os tempos, do diretor de “Mortalmente Perigosa” (clássico incluído na coleção FILME NOIR – VOL.2).

DA AMBIÇÃO AO CRIME (Crime of Passion, 1957, 86 min.)
De Gerd Oswald. Com Barbara Stanwyck, Sterling Hayden, Raymond Burr.

A jornalista Kathy Ferguson interrompe a carreira para se casar com um policial e vira uma dona de casa. Mas a vida suburbana não domará sua ambição. Espécie de filme noir feminista com forte comentário social e uma das estrelas do gênero, Barbara Stanwyck (“Pacto de Sangue”).

DISCO 2:

MOEDA FALSA (T-Men, 1947, 92 min.)
De Anthony Mann. Com Dennis O’Keefe, Wallace Ford, Alfred Ryder.

Agentes do governo norte-americano caçam uma quadrilha de falsificadores de dinheiro. Clássico do cinema noir da célebre parceria entre o mestre Anthony Mann (“Entre Dois Fogos”) e o diretor de fotografia John Alton.

UMA AVENTURA NA NOITE (Somewhere in the Night, 1946, 108 min.)
De Joseph L. Mankiewicz. Com John Hodiak, Nancy Guild, Llyod Nolan.

Regressando da Segunda Guerra, o soldado George Taylor chega a Los Angeles com amnésia e se vê envolvido em uma conspiração. Filme noir de amnésia do mestre Mankiewicz (“A Malvada”).

DISCO 3:

NAS GARRAS DA FATALIDADE (They Made me a Fugitive, 1947, 101 min.)
De Alberto Cavalcanti. Com Sally Gray, Trevor Howard, Griffith Jones.

Ex-oficial do Aeronáutica não consegue se adaptar à vida civil e acaba entrando para uma gangue de contrabandistas. Com direção do brasileiro Alberto Cavalcanti (“Na Solidão da Noite”), este é um dos maiores filmes noir britânicos.

MURO DE TREVAS (High Wall, 1947, 99 min.)
De Curtis Bernhardt. Com Robert Taylor, Audrey Totter, Herbert Marshall.

Veterano de guerra é acusado de ter assassinado a esposa e procura a ajuda de uma psiquiatra para recuperar a memória e provar sua inocência. Importante filme noir de amnésia com fundo psicológico.

EXTRAS:

* “Alma em Sombras” (The Clay Pigeon, 1949, 63 min.), de Richard Fleischer
* Especiais e trailers (34 min.)

COMPLETE A SUA COLEÇÃO

GIALLO VOL.5

Box no formato digistack com 2 DVDs trazendo 4 longas inéditos do sangrento estilo de suspense italiano dirigidos por especialistas no gênero, como Lucio Fulci e Umberto Lenzi, além de uma hora de vídeos extras.

Uma seleção com os filmes mais brutais e violentos da coleção, ou seja, não é para os espectadores de estômago fraco.

Edição Limitada com 4 cards.

DISCO 1:

O ESTRIPADOR DE NOVA YORK (Lo Squartatore di New York, 1982, 93 min.)
De Lucio Fulci. Com Jack Hedley, Almanta Suska, Howard Ross.

Um detetive e um psicanalista caçam um brutal serial killer de mulheres. Um dos filmes mais polêmicos já realizados, esse giallo extremamente violento é uma das obras seminais do mestre Fulci.

SETE ORQUÍDEAS MANCHADAS DE SANGUE (Sette Orchidee Macchiate di Rosso, 1972, 92 min.)
De Umberto Lenzi. Com Antonio Sabato, Uschi Glas, Marina Malfatti.

Um misterioso assassino está matando jovens mulheres com violência, deixando sempre um adorno em formato de meia-lua junto aos cadáveres. Um típico giallo de um importante diretor do gênero.

DISCO 2:

UMA BORBOLETA COM AS ASAS ENSANGUENTADAS (Una Farfalla con le Ali Insanguinate, 1972, 99 min.)
De Duccio Tessari. Com Helmut Berger, Giancarlo Sbraglia, Ida Galli.

Após uma garota ser assassinada num parque, um homem é preso, julgado e condenado pelo crime, só que os assassinatos continuam. Mistura de giallo, policial e filme de tribunal.

EM BUSCA DO PRAZER (Amuck! / Alla Ricerca del Piacere, 1972, 101 min.)
De Silvio Amadio. Com Farley Granger, Barbara Bouchet, Rosalba Neri.

Mulher se infiltra como secretária na casa de um famoso escritor em Veneza para investigar o paradeiro de sua amante. Giallo com muito erotismo e a presença marcante das estrelas Barbara Bouchet e Rosalba Neri.

EXTRAS:

* Especiais sobre os filmes (53 min.)
* Trailers (7 min.)

COMPLETE A SUA COLEÇÃO