A ARTE DE UM DOS MESTRES DO CINEMA

A VERSÁTIL LANÇA BOX COM QUATRO OBRAS-PRIMAS DO MESTRE FRANCÊS, EM EDIÇÃO ESPECIAL COM 4 CARDS, E TRAZ DE VOLTA AO CATÁLOGO 7 VOLUMES ANTERIORES DA COLEÇÃO “A ARTE DE…”

Na filmografia de Robert Bresson (1901–1999), uma das mais pessoais, independentes e coerentes da história do cinema, predominam os temas espirituais e o estilo narrativo minimalista. Seu trabalho prima pelo uso de cenas curtas, planos-detalhe repletos de significado, brilhantes elipses ditadas pela montagem e atuações naturalistas de atores não-profissionais.

Cena de “A Grande Testemunha” (1966), incluído na coleção

Bresson nunca se rendeu a modismos, a padrões de mercado ou ao público. Seu estilo austero e minimalista influenciou diferentes gerações de cineastas, de Jean-Luc Godard a Andrei Tarkovski, passando por Jean-Marie Straub, até Bruno Dumont. As ações de seus personagens continuam a intrigar, assim como seus dilemas morais. Em sua busca por transcendência espiritual, ele elevou seu cinema à condição de arte.

O DVD duplo reúne quatro clássicos fundamentais para entender a obra do diretor. Cultuados por cinéfilos experientes, os trabalhos do diretor francês são periodicamente relacionados em inúmeras listas de melhores filmes de todos os tempos.

DISCO 1:

A GRANDE TESTEMUNHA (Au Hasard Balthazar, 1966, 95 min.)
Com Anne Wiazemsky, Walter Green, François Lafarge.

A triste vida e a morte de Balthazar, um jumento, desde sua infância idílica cercado por crianças, até a idade adulta, tiranizado como animal de carga. Em 2017, “A Grande Testemunha” ficou em 16º lugar na votação dos melhores filmes de todos os tempos promovida pela revista inglesa Sight & Sound com críticos e diretores de todo o mundo.

MOUCHETTE, A VIRGEM POSSUÍDA (Mouchette, 1967, 81 min.)
Com Nadine Nortier, Jean-Claude Guilbert, Marie Cardinal.

A história de uma menina do campo violentada por um caçador é o ponto de partida para Bresson colocar em evidência, de maneira implacável, a miséria e a crueldade humana. Baseado em romance de Georges Bernanos.

DISCO 2:

DIÁRIO DE UM PADRE (Journal d’un Curé de Campagne, 1951, 115 min.)
Com Claude Laydu, Nicole Ladmiral, Jean Riveyre.

Um jovem é nomeado padre em uma pequena aldeia da França. Os moradores locais o recebem com hostilidade. Com a saúde debilitada, ele terá dificuldades em se adaptar. Baseado em romance de Georges Bernanos.

UM CONDENADO À MORTE ESCAPOU (Un condamné à mort s’est échappé ou Le vent souffle où il veut, 1956, 101 min.)
Com François Leterrier, Charles Le Clainche, Maurice Beerblock.

Aprisionado pelos nazistas, membro da Resistência Francesa passa a elaborar um plano de fuga, sem saber se pode confiar totalmente em seu colega de cela. Prêmio de Melhor Diretor no Festival de Cannes.

EXTRAS:
* Documentário sobre Bresson (56 min.)
* Depoimentos e trailers (22 min.)

EDIÇÃO LIMITADA COM 4 CARDs:

E COMPLETE SUA COLEÇÃO:

DISCO 1:
O REI DE NOVA YORK
SEDUÇÃO E VINGANÇA

DISCO 2:
OS CHEFÕES
INIMIGOS DO DESTINO

DISCO 1:
UM TIRO NA NOITE

DISCO 2:
IRMÃS DIABÓLICAS
O FANTASMA DO PARAÍSO

DISCO 1:
SATYRICON DE FELLINI
CIAO, FEDERICO

DISCO 2:
ROMA DE FELLINI
A VOZ DA LUA

DISCO 1:
O CÍRCULO VERMELHO
CODINOME MELVILLE

DISCO 2:
TÉCNICA DE UM DELATOR
DOIS HOMENS EM MANHATTAN

DISCO 1:
A BESTA HUMANA
O RIO SAGRADO

DISCO 2:
A CADELA
AMOR À TERRA

DISCO 1:
A CANÇÃO DA ESPERANÇA
ASSIM FALOU O AMOR

DISCO 2:
AMANTES
CASSAVETES: O HOMEM E SUA OBRA

DISCO 1:
TRÊS MULHERES
ALTMAN, UM RETRATO

DISCO 2:
O PERIGOSO ADEUS
RENEGADOS ATÉ A ÚLTIMA RAJADA

DISCO 1:
TÓQUIO VIOLENTA
HISTÓRIA DE UMA PROSTITUTA

DISCO 2:
A VIDA DE UM TATUADO
PORTAL DA CARNE

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *