EM RELANÇAMENTO, DOIS TÍTULOS DA VERSÁTIL COM BRIAN DE PALMA E ORSON WELLES

DE VOLTA AO CATÁLOGO, UM THRILLER DA FASE HITCHCOCKIANA DE BRIAN DE PALMA, E O DVD DUPLO “SHAKESPEARE POR WELLES”, QUE REÚNE TRÊS ADAPTAÇÕES DE PEÇAS DO DRAMATURGO INGLÊS E QUASE DUAS HORAS DE EXTRAS. 

TRÁGICA OBSESSÃO – ED. ESPECIAL

Versão restaurada de um dos melhores thrillers de Brian De Palma, uma homenagem a “Um Corpo que Cai” que vai desde o enredo até a música assinada por Bernard Herrmann, compositor da trilha sonora de vários filmes de Alfred Hitchcock.

Na trama, um empresário (Cliff Robertson) tem sua vida destruída quando a filha e a esposa são sequestradas. Quinze anos depois, na Itália, ele conhece uma mulher idêntica à sua falecida esposa (Geneviève Bujold).

Com fotografia elaborada de Vilmos Zsigmond (“Imagens”) e trilha sonora indicada ao Oscar, “Trágica Obsessão” é uma obra essencial na filmografia de De Palma, um discípulo aplicado do mestre do suspense em trabalhos seminais, como “Vestida para Matar”, “Um Tiro na Noite” e “Dublê de Corpo“.

EXTRAS:
* Making of (37 min.)
* Hitchcock e De Palma (25 min.)
* Trailer de cinema (2 min.)

E VEJA TAMBÉM, DA VERSÁTIL:

DISCO 1:
UM TIRO NA NOITE

DISCO 2:
IRMÃS DIABÓLICAS
O FANTASMA DO PARAÍSO

SHAKESPEARE POR WELLES

Com seu estilo épico e complexidade psicológica, as peças de William Shakespeare (1564-1616) são universais por abordarem temas atemporais como desejo, cobiça, traição, laços sociais e políticos. Transitando entre a realidade, a fantasia e o mito, seus personagens são espelhos da sociedade, exprimindo a condição humana e suas principais contradições. Não mais natural que atraíssem a atenção de Orson Welles (1915-1985), um dos maiores gênios – e iconoclastas do cinema.

DISCO 1:

OTHELLO (The Tragedy of Othello: The Moor of Venice, 1952, 93 min.)
Com Orson Welles, Micheál MacLiammóir, Suzanne Cloutier.

A tragédia do mouro Othello, que se casa com a bela Desdemona e que acaba influenciado pelo nefasto Iago a duvidar da fidelidade de sua esposa. Adaptação da obra de Shakespeare filmada por Welles em Veneza e no Marrocos, entre 1949 e 1952. Vencedor do Grande Prêmio do Festival de Cannes.

FALSTAFF: O TOQUE DA MEIA-NOITE (Campanadas a medianoche, 1965, 116 min.)
Com Orson Welles, John Gielgud, Jeanne Moreau, Margaret Rutherford.

O cavaleiro bêbado e glutão Sir John Falstaff é um grande amigo do herdeiro do trono da Inglaterra. Juntos, os dois se divertem, correm riscos, bebem e desenvolvem uma intensa relação. Quando o príncipe assume o trono e se torna Henrique V, Falstaff vislumbra mudanças. Grande Prêmio Técnico no Festival de Cannes.

DISCO 2:

MACBETH: REINADO DE SANGUE (Macbeth, 1948, 118 min.)
Com Orson Welles, Jeannete Nolan, Dan O’Herlihy.

Escócia, século XI. Instigado por uma profecia e por sua pérfida esposa, o nobre Macbeth comete atos traiçoeiros em busca pelo poder. Sem modernizar a linguagem do texto de Shakespeare, mas reorganizandoa ordem das cenas, Welles realiza uma versão muito cinematográfica, fugindo da armadilha do “teatro filmado”.

EXTRAS:

* Documentário sobre “Othello”
* “Macbeth Maldito”
* Welles & Shakespeare
* Curta-metragem “O Retorno a Glennascaul” de Hilton Edwards

COMPLETE A SUA COLEÇÃO:

DISCO 1:
O PROCESSO
A DAMA DE SHANGAI

DISCO 2:
VERDADES E MENTIRAS
GRILHÕES DO PASSADO

DISCO 3:
SOBERBA
É TUDO VERDADE

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *