NOS LANÇAMENTOS DO MÊS, CINEMA EUROPEU, DOC E CLÁSSICOS DO CINEMA

O OUTRO LADO DA ESPERANÇA

Premiado com o Urso de Prata de Melhor Diretor no Festival de Berlim pelo filme, o finlandês Aki Kaurismäki volta ao tema dos refugiados, depois do jovem africano de “O Porto” (2011). Com seu humanismo e estilo minimalista, o cineasta acompanha o drama de Khaled, um rapaz sírio que chega à Finlândia escondido num navio de carga. Vivendo clandestinamente, ele faz amizade com Wikhström, um cinquentão local que decide abrir um restaurante.

O FORMIDÁVEL

Nomeado à Palma de Ouro, o novo longa de Michel Hazanavicius (“O Artista”) apresenta um retrato cínico e mordaz de um dos maiores pensadores do cinema, Jean-Luc Godard. A história cobre um período-chave da vida do cineasta (interpretado por Louis Garrel): entre 1967, ao lado de sua esposa e musa, a jovem atriz Anne Wiazemsky – com quem filmara “A Chinesa” -, até os protestos de maio de 1968, que provocam nele uma profunda mudança ideológica.

LOLA PATER

Com mais de 90 trabalhos entre cinema e televisão, Fanny Ardant empresta seu carisma e talento a um papel inédito em sua carreira. A musa de cineastas como Claude Lelouch e François Truffaut brilha no papel de Lola, uma mulher árabe e transsexual. Zino, seu filho que não vê há 25 anos, decide procurar pelo pai, sem saber que ela não se chama mais Farid. Os dois terão que superar suas diferenças e ser, de novo, uma família.

O CASAMENTO DE MARIA BRAUN

Metáfora dos rumos da Alemanha no período do pós-guerra, a história segue a luta da personagem-título – interpretada por Hanna Schygulla, premiada no Festival de Berlim – para sobreviver e se reerguer, passando por vários infortúnios e reviravoltas até se tornar uma rica empresária, nos anos 1950. Dirigido por Rainer Werner Fassbinder, o filme dá início a sua Trilogia da Alemanha Ocidental, completada por “Lola” (1981) e “O Desespero de Veronika Voss” (1982).

OS TRANSGRESSORES

Dirigido pelo jornalista Luis Erlanger, o documentário retrata a vida e o trabalho de quatro brasileiros dedicados a causas sociais: o educador Paulo Freire (1921-97), o estilista e ativista LGBT Carlos Tufvesson, o produtor e escritor Celso Athayde (da Central Única das Favelas) e Lucinha Araújo, criadora do Instituto Viva Cazuza. Quatro histórias de pessoas que saíram da sua zona de conforto para enfrentar o que acham que deve ser mudado no sistema.

OVERLORD

Vencedor do Urso de Prata no Festival de Berlim, “Overlord” é considerado um dos melhores filmes de guerra do cinema britânico. O diretor Stuart Cooper mergulha o espectador na pele de um soldado inglês na II Guerra, desde seu treinamento militar até a invasão da Normadia, no fatídico Dia D da Operação Overlord. Com fotografia de John Alcott (“Laranja Mecânica”, “Barry Lyndon”), o filme intercala cenas de arquivo com a narrativa ficcional.

VASSALOS DA AMBIÇÃO

Baseado em peça de Gore Vidal (1925-2012), também autor do roteiro, este clássico de 1964 tem direção de Franklin J. Schaffner (“Patton”, “Papillon“) e mostra bastidores da corrida eleitoral norte-americana. Na trama, Henry Fonda interpreta o democrata William Russell, que encontra-se em um dilema: usar ou não um segredo da intimidade de seu oponente, o senador Joe Cantwell (Cliff Robertson), para vencer a disputa pela presidência dos EUA.

VOLTA MEU AMOR

Rock Hudson, Doris Day e Tony Randall repetem a parceria do sucesso “Confidências à Meia-Noite” (1959), novamente com roteiro original de Stanley Shapiro (indicado ao Oscar). No centro desta comédia romântica de 1961 está a rivalidade entre dois publicitários (Hudson e Day) de agências concorrentes.

AMOR DE DANÇARINA

Clark Gable, Joan Crawford e Fred Astaire (em sua estreia na telona) estão no elenco deste clássico de 1933 baseado em peça de P.J. Wolfson. Joan vive uma dançarina dividida entre um playboy (Franchot Tone) e um diretor da Broadway (Gable) – que acha que ela deve usar seu talento e não a beleza para ter o que quer.

COM LÁGRIMAS NA VOZ

Dirigido por Michael Curtiz (“Casablanca“), o filme é uma típica cinebiografia de ascensão e queda de uma estrela. No caso, Helen Morgan (Ann Blyth), que começa sua carreira como dançarina de boate até se tornar cantora da Broadway. Mas seu relacionamento destrutivo com Larry Maddux (Paul Newman, em começo de carreira) pode por tudo a perder.

BEAU GESTE

Aventura produzida e dirigida por William A. Wellman (“Consciências Mortas”) baseada no romance homônimo de P. C. Wren, percorre a jornada de três irmãos que se alistam na famosa Legião Estrangeira Francesa. Gary Cooper, Ray Milland e Robert Preston vivem o trio de aventureiros e suas peripécias no norte da África.

O CÉU À MÃO ARMADA

Glenn Ford interpreta Jim Killian, ex-pistoleiro que virou pastor e chega a uma pequena cidade do Arizona a fim de construir uma igreja e pacificar a região. Mas ele logo se vê no meio de uma disputa entre criadores de ovelhas e fazendeiros. Barbara Hershey e David Carradine completam o elenco.

O MARUJO FOI NA ONDA

Mais uma parceria entre Jerry Lewis e Dean Martin nos anos 1950, com o primeiro no papel de Melvin Jones, um jovem hipocondríaco que acaba convocado por engano pela Marinha. Lá, ele faz amizade com Al (Martin) e provoca inúmeras confusões, para irritação do comandante Lardoski (Robert Strauss).

CONFIRA MAIS JERRY LEWIS NA 2001

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *