Andrei Rublev

CINEMA E ARTES PLÁSTICAS NA 2001

Resultado de imagem para mystery of picasso gif

COM O INÍCIO DA 33ª BIENAL DE ARTE DE SÃO PAULO, NO PAVILHÃO DO PARQUE IBIRAPUERA, SELECIONAMOS UMA PEQUENA FILMOGRAFIA EM DVD SOBRE NOMES IMPORTANTES DAS ARTES PLÁSTICAS.

Começando por biografias romanceadas, de “Rembrandt” (1936) a “Moulin Rouge” (1952), passando por documentários de referência — “O Mistério de Picasso” (1956), a série de curtas de Alain Resnais (“Van Gogh”, “Paul Gauguin”, “Guernica”) –, até cinebiografias como “Basquiat“, “Rodin” e “Afterimage” (sobre o artista polonês Wladyslaw Strzeminski), entre outras.

A seleção a seguir apresenta uma amostra significativa do diálogo entre formas de arte diferentes, mas que têm na imagem sua força – e sentido construído a partir da subjetividade de cada um.

REMBRANDT

No ano de 1642, em Amsterdan, o grande pintor Rembrandt Van Rijin (1606-1669) desfruta de fama e fortuna, mas com a morte de sua esposa e musa, seu trabalho entra em estagnação. Em nova parceria com o grande ator inglês Charles Laughton (“Os Amores de Henrique VIII“), Alexander Korda dirige este clássico estudo de um artista tragado por uma tragédia pessoal, e seu subsequente processo de isolamento.

QUANDO FALA O CORAÇÃO

Recém-contratado como diretor de uma clínica para doentes mentais, o Dr. Edwards (Gregory Peck) começa a apresentar comportamento estranho. A situação complica quando uma psiquiatra, Constance (Ingrid Bergman) se apaixona pelo ele. Vencedor do Oscar de melhor trilha sonora, este clássico de Alfred Hitchcock marcou época com uma onírica seqüência de sonho criada por Salvador Dali.

CURTAS ALAIN RESNAIS

O DVD reúne quatro curtas do começo de carreira do diretor marcado por seus exercícios em torno do tempo e da memória no cinema. Em “Van Gogh” (1948), Alain Resnais explora o mundo interior do pintor através de suas imagens e personagens. Os curtas “Paul Gauguin” (1950), “Guernica” (1950-51) – sobre a obra-prima de Picasso -, e “Toda a Memória do Mundo” (1956), filmado na Biblioteca Nacional de Paris, completam a coletânea.

MOULIN ROUGE (1952)

O famoso cabaré francês serve como pano de fundo para este recorte da vida do pintor francês Henri de Toulouse-Lautrec (1864-1901). No final do século 19, o jovem artista passa as noites parisienses no Moulin Rouge, onde bebe ao lado de amigos e desenha as dançarinas de Can-Can. Com bela fotografia, que emula o colorido das telas de Lautrec, este clássico de John Huston levou o Oscar de melhor direção de arte e figurino.

O MISTÉRIO DE PICASSO

Em 1955, o famoso cineasta francês Henry-Georges Clouzot (“As Diabólicas“, “O Salário do Medo”) conseguiu convencer seu amigo Pablo Picasso a deixá-lo registrar o genial pintor em ação. Para o filme, Picasso criou 20 telas usando tinta e papel especial, desenhos que foram rapidamente filmados por Clouzot no lado inverso da tela, capturando seu processo de trabalho em tempo real.

ANDREI RUBLEV
(Incluído no DVD duplo ANDREI TARKÓVSKI)

Andrei Tarkóvski mergulha na alma do grande pintor de ícones da Rússia do século XV, ao mesmo tempo em que reflete sobre a relação entre arte e espiritualidade. Em um período de intensa turbulência política e religiosa, surgem diversos episódios na vida de Andrei, como a invasão dos Tártaros, até que ele abandona seu trabalho como pintor para se dedicar a Deus. Obra-prima premiada no festival de Cannes.

A VIDA DE LEONARDO DA VINCI  (DVD Duplo)

Milionária minissérie da RAI filmada nas locações reais nas quais viveu Leonardo da Vinci (1452-1519), cobrindo desde a infância em Florença até sua morte na França. A trajetória do artista contempla sua rivalidade com Michelangelo e a amizade com Botticelli, além do processo de criação de suas principais obras-primas, como “A Última Ceia” e “Mona Lisa”, seus desenhos da anatomia humana e suas inúmeras invenções.

MICHELANGELO  (DVD Duplo)

Acompanhe Michelangelo Buonarroti (1475-1564) no auge do Renascimento: a pintura da Capela Sistina, a relação difícil com o Papa Júlio II, a rivalidade com Rafael, Leonardo da Vinci e outros artistas da época, entre outros momentos marcantes de sua trajetória. Superprodução da RAI com ótima reconstituição de época e elenco internacional (F. Murray Abraham, Ornella Muti, Ian Holm).

CAMILLE CLAUDEL

Indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro e atriz (Isabelle Adjani), o drama francês narra a trágica história da aprendiz, assistente e depois amante de Auguste Rodin (papel de Gérard Depardieu). Na Paris do final do século 19, a temperamental Camille Claudel (Adjani, premiada no Festival de Berlim) enfrenta a sociedade para fazer arte e viver seu amor proibido com o famoso escultor que era casado.

RETRATO COMPLETO DE ANDY WARHOL

O documentário relembra, por meio de depoimentos comoventes de amigos, irmãos, colegas de trabalho, curadores, artistas e jornalistas que conheceram Andy Warhol, a vida e carreira do iconoclasta que mudou a cara da arte no século XX. A direção é de Chris Rodley, com depoimentos de Joe Dallesandro, Bridget Berline, Dennis Hopper, Salvador Dali, Mick Jagger, Lou Reed, entre outros.

E VEJA TAMBÉM:
Vida e Morte de Andy Warhol (1990)
Eu Atirei em Andy Warhol (1996)

BASQUIAT

Jeffrey Wright vive Jean-Michel Basquiat (1960-1988), e David Bowie, Andy Warhol, nesta produção independente que marca a estreia na direção do artista plástico Julian Schnabel (“O Escafandro e a Borboleta”). Em 1981, o jovem Basquiat é descoberto por Warhol e tem uma ascensão meteórica, tornando-se uma estrela no mundo das artes. Benicio Del Toro, Gary Oldman, Dennis Hopper e Claire Forlani completam o elenco.

Em tempo: O próximo filme de Schnabel, “At Eternity’s Gate”, acaba de render a Willem Dafoe a Copa Volpi de melhor ator no Festival de Veneza. Pelo papel do pintor holandês Vincent Van Gogh, em seu período final na França, Dafoe já desponta entre os favoritos ao Oscar do ano que vem.

AFTERIMAGE

Resultado de imagem para afterimage wajda

Cinebiografia do pintor polonês Wladyslaw Strzeminski (1893-1952), artista de vanguarda que superou todas as dificuldades impostas por suas deficiências físicas – ele não possuía uma perna e um braço – e também o ódio, a indiferença e a repressão dos burocratas do Partido Comunista. Último filme do grande diretor polonês Andrzej Wajda (1926-2016), lançado quase um ano após sua morte.

RODIN

Indicado à Palma de Ouro, o filme traz Vincent Lindon (“O Valor de um Homem“) no papel de Auguste Rodin (1840- 1917). Em 1880, o escultor francês recebe a encomenda de ‘A Porta do Inferno’, obra composta de esculturas como ‘O Beijo’ e ‘O Pensador’. Vivendo com Rose, sua eterna companheira, conhece a jovem Camille Claudel (Izïa Higelin), nesta cinebiografia composta por fragmentos da vida do personagem-título.

COM AMOR, VAN GOGH

Idealizado pela artista polonesa Dorota Kobiela e pelo animador britânico Hugh Welchman, este é o primeiro longa de animação realizado em sua totalidade com técnica de pintura a óleo. Um trabalho hercúleo que envolveu mais de 100 pintores, responsáveis por 853 quadros que foram fotografados para os frames do filme. Todos inspirados no estilo impressionista do pintor holandês Vincent van Gogh (1853 – 1890). Rebuscado e narrado de forma não-linear, “Com Amor, Van Gogh” concorreu ao Oscar 2018 de melhor longa de animação.

AGORA É AGUARDAR POR MAIS UM RETRATO DE VAN GOGH NO CINEMA, DESTA VEZ NA PELE DE WILLEM DAFOE, NO NOVO FILME DO DIRETOR DE “BASQUIAT“:

Ainda sem previsão de estreia no Brasil

EM EDIÇÕES ESPECIAIS COM CARDS, BUÑUEL, LANG E TARKÓVSKI

OS FÃS DE CINEMA EUROPEU NÃO PODEM PERDER UM DOS LANÇAMENTOS DO ANO: “O CINEMA DE LUIS BUÑUEL“, BOX COM 4 CLÁSSICOS DO MESTRE DO SURREALISMO. ALÉM DA RARIDADE “DR. MABUSE DE FRITZ LANG” E DO DVD DUPLO “ANDREI TARKÓVSKI“, COM 2 OBRAS-PRIMAS DO DIRETOR RUSSO. TRÊS COLEÇÕES IMPERDÍVEIS, EM BELAS EDIÇÕES COM CARDS E INÚMEROS EXTRAS.

O CINEMA DE LUIS BUÑUEL

Box com 3 DVDs que reúne 6 clássicos do diretor surrealista todos em inéditas versões restauradas e mais de duas horas de vídeos extras, incluindo um excelente documentário sobre a obra do mestre espanhol.

Luis Buñuel (1900-1983) nasceu na aldeia de Calanda (Teruel, Espanha). Em 1917, começou a estudar em Madrid, tomando conhecimento das vanguardas artísticas e literárias da época — cubismo, dadaísmo e surrealismo. Em 1925, mudou-se para Paris, onde estudou cinema e trabalhou como assistente de vários realizadores. Seu primeiro filme, “Um Cão Andaluz” (1928), feito em parceria com Salvador Dali, provocou escândalo e se tornou um marco do surrealismo no cinema.

Catherine Deneuve em A BELA DA TARDE, o filme mais famoso da carreira de Buñuel. O clássico de 1967 acaba de ser relançado em DVD na 2001.

O cineasta trabalhou depois no México e teve uma gloriosa carreira na Europa, onde rodou clássicos como o icônico “A Bela da Tarde“, “Tristana” – filme favorito de Catherine Deneuve em sua carreira – e “O Fantasma da Liberdade“, longa em segmentos escrito por seu fiel colaborador, Jean-Claude Carrière.

Edição limitada com 6 cards.

DISCO 1:

TRISTANA, UMA PAIXÃO MÓRBIDA (Tristana, 1970, 109 min.)
Com Catherine Deneuve, Fernando Rey, Franco Nero.

Após a morte da mãe, órfã é entregue aos cuidados do idoso Don Lope, que a seduz e se torna seu amante. Porém, a chegada de um jovem ameaça o relacionamento. Obra-prima subversiva indicada ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

A VIA LÁCTEA ou O ESTRANHO CAMINHO DE SÃO TIAGO (La Voie Lactée, 1969, 101 min.)
Com Paul Frankeur, Laurent Terzieff, Alain Cuny, Pierre Clementi.

Dois peregrinos viajam em direção ao mítico caminho de Santiago de Compostela, lugar de muita religiosidade, e lá se deparam com diversos personagens bíblicos e históricos. Ácida sátira religiosa do mestre espanhol.

DISCO 2:

O FANTASMA DA LIBERDADE (Le Fantôme de la Liberté, 1974, 103 min.)
Com Jean-Claude Brialy, Adolfo Celi, Michel Piccoli.

Uma série de situações absurdas, que começa com o fantástico relato do que se passou em Toledo em 1808, com um soldado e uma morta. Um dos filmes mais surrealistas de Buñuel, que o considerava seu testamento.

A MORTE NESTE JARDIM (La Mort en ce Jardin, 1956, 104 min.)
Com Simone Signoret, Georges Marchal, Charles Vanel.

Em meio à uma revolução iniciada por garimpeiros num país da América do Sul, um grupo precisa se aventurar na floresta, para fugir da polícia. Com forte comentário político, essa é mais uma pérola da fase mexicana de Buñuel.

DISCO 3:

O DIÁRIO DE UMA CAMAREIRA (Le Journal d’une Femme de Chambre, 1964, 97 min.)
Com Jeanne Moreau, Georges Géret, Michel Piccoli.

Uma camareira consegue emprego na casa dos Monteil, uma família burguesa com certas peculiaridades, como o fetiche do patrão por sapatos femininos. Com muito humor negro, Buñuel nos apresenta sua visão sobre a luta de classes. Refilmado por Benoît Jacquot em 2015 com Léa Seydoux no papel que foi de Jeanne Moreau.

SIMÃO DO DESERTO (Simón del Desierto, 1965, 45 min.)
Com Claudio Brook, Silvia Pinal, Enrique Álvarez Félix.

Simão é um religioso que deseja se aproximar de Deus. Para isso, sobe numa coluna no deserto. Porém, o demônio quer seduzi-lo. Fascinante estudo, repleto de ironia, sobre o fanatismo religioso. Prêmio Especial do Júri em Veneza.

EXTRAS:
* Documentário sobre Buñuel (60 min.)
* Especiais sobre os filmes (90 min.)

DR. MABUSE DE FRITZ LANG

Com quatro discos, o box apresenta os filmes sobre o misterioso psicanalista Dr. Mabuse dirigidos por Fritz Lang, um dos maiores nomes do expressionismo alemão, responsável por clássicos como “M, O Vampiro de Dusseldorf” e “Metrópolis”. Além dos filmes em edições remasterizadas, a coleção traz quase duas horas de conteúdo extra, com entrevistas e documentário.

DISCOS 1 e 2:

DR. MABUSE, O JOGADOR (Dr. Mabuse, der Spieler, 1922, 271 min.)

A história de uma organização criminal liderada por Mabuse (Rudolf Klein-Rogge), um misterioso psicanalista cuja diversão é brincar com homens ricos através de técnicas de hipnose. Ele joga cartas com eles, hipnotiza-os e faz com que apostem todo o dinheiro que tem.

As duas partes desse épico criminal do cinema mudo somam quatro horas e meia de duração.

DISCO 3:

O TESTAMENTO DO DR.MABUSE (Das Testament des Dr. Mabuse, 1933, 121 min.)

Mabuse encontra-se em estado catatônico em um hospital para doentes mentais, enquanto uma rede terrorista está à solta em Berlim com o objetivo de promover caos e anarquia, utilizando-se de instruções do gênio do crime. O inspetor Lohmann é o responsável pela investigação do caso, e vai apertando o cerco com a obtenção de provas cada vez mais estranhas.

Segundo filme sonoro de Lang, foi banido da Alemanha por ordem expressa de Goebbels, sob a alegação de que poderia tirar do povo a confiança nos políticos.

DISCO 4:

OS MIL OLHOS DO DR. MABUSE (Die 1000 Augen des Dr. Mabuse, 1960, 99 min.)

Mabuse regressa para destruir o mundo de vez. Através de uma rede de televisão, ele vigia os clientes de um luxuoso hotel com o objetivo de roubá-los e matá-los. O milionário Trevors e a Interpol unem forças para captura-lo.

Último filme da saga e também da carreira de Lang.

EXTRAS:
* Entrevista com Fritz Lang (20 minutos)
* Documentário “Mabuse’s Motives (29 minutos)
* Dr. Mabuse em Mente (15 minutos)
* Entrevista com Hans Günther (10 minutos)
* A Música de Dr. Mabuse (13 minutos)
* Entrevista com Wolfgang Preiss (15 minutos)
* Final Alternativo para “Os Mil Olhos do Dr. Mabuse (1 minuto)

ANDREI TARKÓVSKI

DVD duplo com duas obras-primas em inéditas versões restauradas do russo Andrei Tarkóvski (1932-1986), um dos maiores cineastas da história do cinema.

Edição especial com 2 cards, luva e quase 1 hora de extras, incluindo making of e entrevistas com a equipe.

DISCO 1:

ANDREI RUBLEV (Idem, 1966, 182 min.)
Com Anatoliy Solonitsyn, Ivan Lapikov, Nikolay Grinko.

A vida do grande pintor de ícones da Rússia do século XV, período de intensa turbulência política e religiosa no país. Nesse cenário caótico, surgem os diversos episódios da vida de Andrei, que mais tarde abandona seu trabalho como pintor para se dedicar a Deus.

DISCO 2:

STALKER (Idem, 1979, 162 min.)
Com Alisa Freyndlikh, Aleksandr Kaydanovskiy, Anatoliy Solonitsyn.

Três viajantes do futuro atravessam uma zona proibida e encontram um lugar onde as leis da física e da geografia não se aplicam – e todos os desejos são realizados.

EXTRAS:
* Making of de “Andrei Rublev” (5 minutos)
* Entrevista com Yuriy Nazarov (4 minutos)
* Entrevista com Marina Tarkovsky (2 minutos)
* Entrevista com Alexander Knyazhinsky (5:54)
* Entrevista com Rashit Safiullin (14 minutos)
* Entrevista com Eduard Artemyev (21 minutos)