Bafta

“DUNKIRK” E “COMO NOSSOS PAIS”, DOIS DESTAQUES DE 2017

PRESENTE EM INÚMERAS LISTAS DE MELHORES FILMES DO ÚLTIMO ANO, O ÉPICO DE GUERRA DE CHRISTOPHER NOLAN CONCORRE A 8 PRÊMIOS BAFTA E É UM DOS FAVORITOS AO OSCAR 2018. “DUNKIRK” ACABA DE SAIR EM DVD, BLU-RAY E BD EM EDIÇÃO ESPECIAL STEELBOOK REPLETO DE EXTRAS.

JÁ “COMO NOSSOS PAIS“, TAMBÉM ACLAMADO PELA CRÍTICA, FOI O GRANDE VENCEDOR DO FESTIVAL DE GRAMADO.

Aclamado por crítica e público e com mais de US$ 500 milhões arrecadados ao redor do mundo, ”Dunkirk” é mais um sucesso na carreira do diretor e roteirista Christopher Nolan (“A Oridem”, “Interestelar“).

Um dos favoritos ao Oscar 2018, principalmente nas categorias técnicas, o longa de guerra concorreu ao Globo de Ouro nas categorias de melhor filme (drama), diretor e trilha sonora, e recebeu 8 nomeações ao Bafta. E Christopher Nolan acaba de ser indicado ao Sindicato dos Diretores dos Estados Unidos (Directors Guild of America – DGA).

Dunkirk” recria a Operação Dínamo, que consistiu na evacuação de cerca de 340 mil soldados ingleses e aliados encurralados por tropas nazistas na cidade costeira de Dunquerque, na França, em 1940. Com ação incessante e poucos diálogos, Nolan criou um filme sensorial sobre a experiência – e o horror – dos soldados encurralados na praia, à mercê dos ataques aéreos dos alemães.

Como em outros trabalhos do diretor (“Amnésia”, “A Origem”), o tempo é fragmentado na narrativa, alternando ações que transcorrem em terra ao longo de uma semana; com os soldados aguardando por seu resgate na praia; no mar, ao longo de um dia, pelo ponto de vista de uma embarcação civil; e no ar, ao longo de uma hora, na qual os aviões Spitfires da RAF (Força Áerea Real) – um deles pilotado por Tom Hardy – enfrentam os inimigos.

Esses três momentos vão se entrelaçando até convergir no final, com a ação simultânea no ar, no mar e em terra, ao som da eletrizante trilha de Hans Zimmer. Com Kenneth Branagh, Tom Hardy, Mark Rylance e o ex-One Direction Harry Styles no elenco, o filme não celebra os vencedores de uma guerra, mas a luta de seus combatentes para sobreviver.

EXTRAS DAS EDIÇÕES EM BLU-RAY: 

Junte-se ao diretor Christopher Nolan e a seu time na sua jornada épica para recriar o milagre de Dunkirk. Equipados com câmeras de grande formato, efeitos inovadores, frotas aéreas e navais históricas e grupos de atores, os produtores precisaram superar desafios imensos para criar uma precisa, autêntica e emocionante experiência cinematográfica.

E CONHEÇA TAMBÉM O CLÁSSICO:
Dunkirk (O Drama de Dunquerque, 1958) 

Novo trabalho de Laís Bodanzky, diretora de “Bicho de Sete Cabeças”, que reflete sobre os anseios e desafios da mulher contemporânea. Selecionado para a Mostra Panorama Especial no 67ª Festival de Berlim, foi o grande vencedor do Festival de Gramado 2017, com 6 Kikitos: melhor filme, direção, atriz (Maria Ribeiro), ator (Paulo Vilhena), atriz coadjuvante (Clarisse Abujamra) e montagem.

Escrito por Bodanzky em parceria com Luiz Bolognesi, o longa esmiuça o cotidiano de Rosa (Maria Ribeiro), uma mulher que se desdobra entre a rotina familiar, mãe de duas filhas, e o trabalho. Sua vida passa por uma reviravolta ao descobrir que é fruto de uma relação extraconjugal da mãe (papel de Clarisse Abujamra), enquanto enfrenta um casamento em crise com o antropólogo Dado (Paulo Vilhena).

“A revolução das mulheres (…) começa dentro de você, com suas pequenas atitudes em casa, na escola, com seus filhos, no seu trabalho. (…) E já começou!”.  Laís Bodanzky

Um filme cada vez mais atual – e obrigatório para refletirmos sobre o empoderamento feminino, a obsolescência da estrutura familiar patriarcal e a construção de uma sociedade melhor.

CONHEÇA OS VENCEDORES DO PRÊMIO BAFTA 2017

NO ÚLTIMO DOMINGO (12/2), “LA LA LAND – CANTANDO ESTAÇÕES”  FOI SAGRADO O GRANDE CAMPEÃO Da 70ª EDIÇÃO DO BAFTA, PRINCIPAL PREMIAÇÃO BRITÂNICA DE CINEMA.

O MUSICAL LEVOU CINCO PRÊMIOS: MELHOR FILME, DIREÇÃO (DAMIEN CHAZELLE), ATRIZ (EMMA STONE), FOTOGRAFIA E TRILHA SONORA. ALÉM DE STONE, CASEY AFFLECK E VIOLA DAVIS CONFIRMARAM SEU FAVORITISMO, POR SUAS ATUAÇÕES EM, RESPECTIVAMENTE, “MANCHESTER À BEIRA MAR” E “UM LIMITE ENTRE NÓS” (“FENCES”, NO ORIGINAL)

Destaque para uma singularidade do Bafta, a estatueta de melhor filme britânico, que foi para “Eu, Daniel Blake”, de Ken Loach. Já o grande comediante Mel Brooks recebeu, aos 90 anos, o recém-criado “Fellowship BAFTA”, espécie de prêmio honorário por sua contribuição ao cinema.

Quatro dos premiados da festa: Emma Stone (“La La Land”), Mel Brooks, Viola Davis (“Um Limite Entre Nós”) e Casey Affleck (“Manchester à Beira Mar”)

Revelado em “Quem Quer Ser um Milionário?”, Dev Patel foi uma das poucas surpresas da noite, vencendo como melhor ator coadjuvante pelo drama “Lion – Uma Jornada para Casa”. E “Kubo e as Cordas Mágicas” bateu o favorito “Zootopia” na categoria de melhor longa de animação.

Confira a seguir a lista completa do Bafta 2017, com os vencedores em negrito.

MELHOR FILME
A Chegada
Eu, Daniel Blake
La La Land – Cantando Estações
Manchester à Beira-Mar
Moonlight: Sob a Luz do Luar

PRÊMIO ALEXANDER KORDA PARA MELHOR FILME BRITÂNICO DO ANO
American Honey
Denial
Animais Fantásticos e Onde Habitam
Eu, Daniel Blake
Notes On Blindness
Sob as Sombras

MELHOR ATOR
Andrew Garfield – Até o Último Homem
Ryan Gosling – La La Land – Cantando Estações
Casey Affleck – Manchester à Beira-Mar
Jake Gyllenhaal – Animais Noturnos
Viggo Mortensen – Capitão Fantástico

As cinco indicadas ao Bafta de melhor atriz. Duas delas ficaram de fora da lista do Oscar: Amy Adams por “A Chegada” e Emily Blunt por “A Garota no Trem

MELHOR ATRIZ
Emma Stone – La La Land – Cantando Estações
Natalie Portman – Jackie
Amy Adams – A Chegada
Meryl Streep – Florence: Quem É Essa Mulher?
Emily Blunt – A Garota no Trem

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Aaron Taylor-Johnson – Animais Noturnos
Dev Patel – Lion – Uma Jornada para Casa
Jeff Bridges – A Qualquer Custo
Hugh Grant – Florence: Quem É Essa Mulher?
Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Hayley Squires – Eu, Daniel Blake
Michelle Williams – Manchester à Beira-Mar
Naomie Harris – Moonlight: Sob a Luz do Luar
Nicole Kidman – Lion – Uma Jornada para Casa
Viola Davis – Um Limite entre Nós

Viola Davis segue favorita ao Oscar por “Fences”, drama dirigido e estrelado por Denzel Washington. O filme recebeu o título no Brasil de “Um Limite Entre Nós”.

PRÊMIO DAVID LEAN DE MELHOR DIREÇÃO
Denis Villeneuve – A Chegada
Ken Loach – Eu, Daniel Blake
Damien Chazelle – La La Land – Cantando Estações
Kenneth Lonergan – Manchester à Beira-Mar
Tom Ford – Animais Noturnos

MELHOR MONTAGEM
A Chegada
Até o Último Homem
La La Land – Cantando Estações
Animais Noturnos
Manchester à Beira-Mar

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
A Qualquer Custo
Eu, Daniel Blake
La La Land – Cantando Estações
Manchester à Beira-Mar
Moonlight: Sob a Luz do Luar

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
A Chegada
Até o Último Homem
Estrelas Além do Tempo
Lion – Uma Jornada para Casa
Animais Noturnos

O ator britânico de origem indiana Dev Patel, em “Lion”, longa baseado em história real

MELHOR FOTOGRAFIA
A Chegada
A Qualquer Custo
La La Land – Cantando Estações
Lion – Uma Jornada para Casa
Animais Noturnos

MELHOR DESIGN DE ARTE
Doutor Estranho
Animais Fantásticos e Onde Habitam
Ave, César!
La La Land – Cantando Estações
Animais Noturnos

MELHORES EFEITOS VISUAIS
A Chegada
Doutor Estranho
Animais Fantásticos e Onde Habitam
Mogli: O Menino Lobo
Rogue One: Uma História Star Wars

A incrível recriação dos animais em computação gráfica de “Mogli”, produzido pela Disney, levou o Oscar de efeitos visuais

MELHOR FIGURINO
Aliados
Animais Fantásticos e Onde Habitam
Florence: Quem É Essa Mulher?
Jackie
La La Land – Cantando Estações

MELHOR PENTEADO E MAQUIAGEM
Florence: Quem É Essa Mulher?
Doutor Estranho
Até o Último Homem
Animais Noturnos
Rogue One: Uma História Star Wars

PRÊMIO ANTHONY ASQUITH PARA TRILHA SONORA
A Chegada
Jackie
La La Land – Cantando Estações
Lion
Animais Noturnos

MELHOR SOM
A Chegada
Horizonte Profundo: Desastre no Golfo
Animais Fantásticos e Onde Habitam
Até o Último Homem
La La Land – Cantando Estações

Aclamado pela crítica, a ficção-científica “A Chegada”, do mesmo diretor de “Incêndios” – Denis Villeneuve -, já está em pré-venda em DVD e Blu-ray na 2001

MELHOR FILME DE ESTREIA DE UM ROTEIRISTA, DIRETOR OU PRODUTOR BRITÂNICO
Mike Carey, Camille Gatin – The Girl With All The Gifts
George Amponsah, Dionne Walker – The Hard Stop
Pete Middleton, James Spinney, Jo-Jo Ellison – Notes On Blindness
John Donnelly, Ben Williams – The Pass
Babak Anvari, Emily Leo, Oliver Roskill, Lucan Toh – Sob as Sombras

MELHOR FILME DE LÍNGUA NÃO-INGLESA
Dheepan
Julieta
Mustang
O Filho de Saul
Toni Erdmann

MELHOR LONGA DE ANIMAÇÃO
Procurando Dory
Kubo e as Cordas Mágicas
Moana
Zootopia

Produzido pelo estúdio Laika, “Kubo e as Cordas Mágicas” está disponível em DVD no acervo da 2001

MELHOR DOCUMENTÁRIO
13th
The Beatles: Eight Days A Week – The Touring Years
The Eagle Huntress
Notes On Blindness
Weiner

MELHOR CURTA BRITÂNICO
Consumed
Home
Mouth Of Hell
The Party
Standby

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO BRITÂNICO
The Alan Dimension
A Love Story
Tough

ESTRELA EM ASCENSÃO
Anya Taylor-Joy
Laia Costa
Lucas Hedges
Tom Holland
Ruth Negga

CONHEÇA A LISTA DOS GANHADORES DO PRÊMIO BAFTA, O OSCAR BRITÂNICO

2

FORAM ANUNCIADOS OS VENCEDORES DO BAFTA, CONSIDERADO O OSCAR BRITÂNICO, NA CERIMÔNIA DE ENTREGA DOS PRÊMIOS, NA NOITE DO ÚLTIMO SÁBADO, EM LONDRES.  O BAFTA COSTUMA ANTECIPAR OS PRINCIPAIS PRÊMIOS DO OSCAR, JÁ QUE BOA PARTE DE SEUS VOTANTES TAMBÉM ESCOLHE OS GANHADORES DA ACADEMIA DE HOLLYWOOD.

Filmado ao longo de 12 anos, “Boyhood” levou os prêmios Bafta de melhor filme, direção (Richard Linklater) e atriz coadjuvante (Patricia Arquette), e tem previsão de lançamento para locação em DVD e Blu-ray na 2001 em março.

Um dos filmes mais alugados na 2001 no ano passado, “O Grande Hotel Budapeste” foi o vencedor numérico da noite, com cinco Baftas: melhor trilha sonora, maquiagem, design de produção, roteiro original (escrito pelo diretor Wes Anderson em parceria com Hugo Guinness) e figurino (da lendária Milena Canonero, de “Barry Lyndon” e “Maria Antonieta”). Se ainda não viu, corra para a 2001 e alugue o novo cult do diretor de “Os Excêntricos Tenenbaums” em DVD ou Blu-ray.

Nas categorias de atuação, repetiram-se os mesmos atores premiados com o Globo de Ouro: Eddie Redmayne (“A Teoria de Tudo”), Julianne Moore (“Para Sempre Alice”), J.K.Simmons (“Whiplash”) e Patricia Arquette (“Boyhood”). E, prevista para locação e venda em DVD e Blu-ray também em março, a superprodução “Interestelar”, ficção-científica dirigida por Christopher Nolan, levou o Bafta de melhores efeitos visuais.

CONFIRA ABAIXO TODOS OS PREMIADOS COM O PRÊMIO BAFTA 2015:

Melhor Filme: Boyhood – Da Infância à Juventude

A equipe de "Boyhood" com os Baftas recebidos pelo filme

A equipe de “Boyhood” com os Baftas recebidos pelo filme

Melhor Diretor: Richard Linklater – Boyhood

Melhor Filme Britânico: Pride 

Melhor Ator: Eddie Redmayne – A Teoria de Tudo

Melhor Atriz: Julianne Moore – Para Sempre Alice

Favorita ao Oscar, Julianne Moore recebeu o primeiro prêmio Bafta de sua carreira por sua atuação em "Para Sempre Alcie" (ainda inédito no Brasil)

Favorita ao Oscar, Julianne Moore recebeu o primeiro prêmio Bafta de sua carreira por sua atuação em “Para Sempre Alice” (ainda inédito no Brasil)

Melhor Ator Coadjuvante: J.K. Simmons – Whiplash: Em Busca da Perfeição

Melhor Atriz Coadjuvante: Patricia Arquette – Boyhood – Da Infância à Juventude

Melhor Atriz/Ator em Ascensão: Jack O’Connell

Melhor Filme Britânico de Estreia de um Roteirista, Diretor ou Produtor: Pride, de Stephen Beresford (roteirista) e David Livingstone (produtor)

Melhor Filme em Língua Estrangeira: Ida (Polônia)

Melhor Longa Animado: Uma Aventura LEGO

Melhor Roteiro Original: O Grande Hotel Budapeste – Wes Anderson

Ralph Fiennes recebeu o prêmio por Wes Anderson, ausente na cerimônia, pelo filme "O Grande Hotel Budapeste"

Ralph Fiennes recebeu o Bafta de melhor roteiro original por Wes Anderson, ausente na cerimônia, pelo filme “O Grande Hotel Budapeste”

Melhor Roteiro Adaptado: A Teoria de Tudo – Anthony McCarten

Melhor Trilha Sonora Original: O Grande Hotel Budapeste – Alexandre Desplat

Melhor Fotografia: Birdman – Emmanuel Lubezki

Melhor Edição: Whiplash: Em Busca da Perfeição – Tom Cross

Melhor Design de Produção: O Grande Hotel Budapeste – Adam Stockhausen, Anna Pinnock

Melhor Figurino: O Grande Hotel Budapeste – Milena Canonero

Melhor Som: Whiplash: Em Busca da Perfeição – Thomas Curley, Ben Wilkins, Craig Mann

Melhores Efeitos Visuais: Interestelar – Paul Franklin, Scott Fisher, Andrew Lockley

Melhor Maquiagem: O Grande Hotel Budapeste – Frances Hannon

Melhor Curta Animado Britânico: The Bigger Picture – Chris Hees, Daisy Jacobs, Jennifer Majka

Melhor Curta Britânico: Boogaloo and Graham – Brian J. Falconer, Michael Lennox, Ronan Blaney

“O GRANDE HOTEL BUDAPESTE” LIDERA DISPUTA PELO BAFTA, O “OSCAR BRITÂNICO”

DISPONÍVEL PARA LOCAÇÃO EM DVD E BLU-RAY NA 2001, “O GRANDE HOTEL BUDAPESTE” RECEBEU O GLOBO DE OURO DE MELHOR COMÉDIA OU MUSICAL E LIDERA, COM 11 INDICAÇÕES, A CORRIDA PELO PRÊMIO BAFTA, CONSIDERADO O “OSCAR BRITÂNICO”. A CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO ACONTECE EM LONDRES, NO DIA 8 DE FEVEREIRO. 

3

Inspirado na obra do autor austríaco Stefan Zweig, o oitavo longa da carreira de Wes Anderson é centrado na incrível jornada de Mister Gustave (Ralph Fiennes, ótimo), o concierge responsável por administrar o Grande Hotel Budapeste na fictícia República da Zubrowka, no início da década de 1930. Sua história é relembrada, décadas depois, por seu fiel escudeiro Moustafa (interpretado na velhice por F. Murray Abraham), e em 1985 pelo escritor que descobriu a história.

Em 1932, Moustafa (o novato Tony Revolori) — então chamado de “Zero” — começa a trabalhar como “lobby boy” do hotel sob a supervisão de Gustave, que se torna uma espécie de mentor para o jovem órfão. Mais um personagem pitoresco de Anderson, o concierge envolve-se com uma de suas clientes idosas, Madame D. (Tilda Swinton), que morre em circunstâncias suspeitas, deixando toda a sua fortuna para o amante. Não demora para Gustave ser perseguido pelo filho (Adrien Brody) da falecida e pelo seu perigoso capanga (Willem Dafoe).

2

Inicialmente ambientada na Europa pré-Primeira Guerra de Stefan Zweig (1881-1942), a trama do filme transita na linha tênue entre o trágico, com a sensação de tensão iminente em razão do conflito, e a sátira vivaz de Anderson que, ao lado do corroteirista Hugo Guinness, articula diálogos inteligentes e um ritmo vertiginoso de reviravoltas.

CONFIRA ABAIXO TODOS OS INDICADOS AO PRÊMIO BAFTA 2015:

Melhor Filme
Birdman
Boyhood – Da Infância à Juventude
O Jogo da Imitação
A Teoria de Tudo
O Grande Hotel Budapeste

Melhor Diretor
Alejandro G. Inarritu – Birdman
Richard Linklater – Boyhood
Wes Anderson – O Grande Hotel Budapeste
James Marsh – A Teoria de Tudo
Damien Chazelle – Whiplash: Em Busca da Perfeição

Melhor Filme Britânico
’71
O Jogo da Imitação
As Aventuras de Paddington
Pride
A Teoria de Tudo
Sob a Pele

Melhor Ator
Benedict Cumberbatch – O Jogo da Imitação
Eddie Redmayne – A Teoria de Tudo
Jake Gyllenhaal – O Abutre
Michael Keaton – Birdman
Ralph Fiennes – O Grande Hotel Budapeste

Melhor Atriz
Amy Adams – Grandes Olhos
Felicity Jones – A Teoria de Tudo
Julianne Moore – Para Sempre Alice
Reese Witherspoon – Livre
Rosamund Pike – Garota Exemplar

Melhor Ator Coadjuvante
Edward Norton – Birdman
Ethan Hawke – Boyhood – Da Infância à Juventude
J.K. Simmons – Whiplash: Em Busca da Perfeição
Mark Ruffalo – Foxcatcher – Uma História que Chocou o Mundo
Steve Carell – Foxcatcher – Uma História que Chocou o Mundo

Melhor Atriz Coadjuvante
Emma Stone – Birdman
Imelda Staunton – Pride
Keira Knightley – O Jogo da Imitação
Patricia Arquette – Boyhood – Da Infância à Juventude
Rene Russo – O Abutre

Melhor Atriz/Ator em Ascensão
Gugu Mbatha-Raw
Jack O’Connell
Margot Robbie
Miles Teller
Shailene Woodley

Melhor Filme Britânico de Estreia de um Roteirista, Diretor ou Produtor
Northern Soul – Elaine Constantine (roteirista/diretora)
’71 – Gregory Burke (roteirista) e Yann Demange (diretora)
Lilting – Hong Khaou (roteirista/diretor)
Kajaki – Paul Katis (diretor/produtor) e Andrew De Lotbiniere (produtor)
Pride – Stephen Beresford (roteirista) e David Livingstone (produtor)

Melhor Filme em Língua Estrangeira
Ida
Leviatã
The Lunchbox
Dois Dias, Uma Noite
Trash: A Esperança Vem do Lixo

Melhor Longa Animado
Operação Big Hero
Os Boxtrolls
Uma Aventura LEGO

Melhor Roteiro Original
Birdman – Alejandro G. Inarritu, Nicolas Giacobone, Alexander Dinelaris Jr, Armando Bo
Boyhood – Da Infância à Juventude – Richard Linklater
O Grande Hotel Budapeste – Wes Anderson
O Abutre – Dan Gilroy
Whiplash: Em Busca da Perfeição – Damien Chazelle

Melhor Roteiro Adaptado
Sniper Americano – Jason Hall
Garota Exemplar – Gillian Flynn
O Jogo da Imitação – Graham Moore
As Aventuras de Paddington – Paul King
A Teoria de Tudo – Anthony McCarten

Melhor Trilha Sonora Original
Birdman
O Grande Hotel Budapeste
Intestelar
A Teoria de Tudo
Sob a Pele

Melhor Fotografia
Birdman
O Grande Hotel Budapeste
Ida
Interestelar
Sr. Turner

Melhor Edição
Birdman
O Grande Hotel Budapeste
O Jogo da Imitação
O Abutre
A Teoria de Tudo
Whiplash: Em Busca da Perfeição

Melhor Design de Produção
Grandes Olhos
O Grande Hotel Budapeste
O Jogo da Imitação
Interestelar
Sr. Turner

Melhor Figurino
O Grande Hotel Budapeste
O Jogo da Imitação
Caminhos da Floresta
Sr. Turner
A Teoria de Tudo

Melhor Som
Sniper Americano
Birdman
O Grande Hotel Budapeste
O Jogo da Imitação
Whiplash: Em Busca da Perfeição

Melhores Efeitos Visuais
Planeta dos Macacos: O Confronto
Guardiões da Galáxia
O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos
Interestelar
X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido

Melhor Maquiagem
O Grande Hotel Budapeste
Guardiões da Galáxia
Caminhos da Floresta
Sr. Turner
A Teoria de Tudo

Melhor Curta Animado Britânico
The Bigger Picture
Monkey Love Experiments
My Dad

Melhor Curta Britânico
Boogaloo and Graham
Emotional Fusebox
The Karman Line
Slap
Three Brothers

BAFTA 2014

No último domingo (16/2) foram divulgados os vencedores. Confira a lista completa:

Melhor filme

12 Anos de Escravidão

12 Anos de Escravidão

“Gravidade” faturou os prêmios:

  • Melhor diretor (Alfonso Cuarón)
  • Melhor filme britânico
  • Melhor trilha sonora original (Steven Price)
  • Melhor som (Glenn Freemantle, Skip Lievsay, Christopher Benstead, Niv Adiri, Chris Munro)
  • Melhores efeitos visuais (Tim Webber, Chris Lawrence, David Shirk, Neil Corbould e Nikki Penny)
  • Melhor fotografia (Emmanuel Lubezki)
O filme já está em pré-venda na 2001!

O filme já está em pré-venda na 2001!

 Melhor ator: Chiwetel Ejiofor – 12 Anos de Escravidão

Acesse a filmografia do ator na 2001

Acesse a filmografia do ator na 2001

 

Melhor atriz: Cate Blanchett – Blue Jasmine

Acesse a filmografia da atriz na 2001

Acesse a filmografia da atriz na 2001

 

Melhor atriz coadjuvante: Jennifer Lawrence – Trapaça

Confira a filmografia da atriz na 2001

Confira a filmografia da atriz na 2001

 

Melhor ator coadjuvante: Barkhad Abdi – Capitão Phillips

Melhor filme britânico de estréia de um roteirista, diretor ou produtor: Kelly + Victor – Kieran Evans (diretor/roteirista)

Melhor filme em lingua não-inglesa: A Grande Beleza (Itália)

Melhor longa animado: Frozen – Uma Aventura Congelante

Melhor documentário: O Ato de Matar

Melhor roteiro original: Trapaça

Melhor roteiro adaptado: Philomena

Melhor edição: Dan Hanley e Mike Hill – Rush – No Limite da Emoção

O Grande Gatsby:
Melhor design de produção (Catherine Martin e Beverley Dunn) e Melhor figurino (Catherine Martin)

 

Melhor maquiagem: Evelyne Noraz e Lori McCoy-Bell – Trapaça

Melhor curta animado britânico: Sleeping with the Fishes – James Walker, Sarah Woolner e Yousif Al-Khalifa

Melhor curta britânico: Room 8 – James W. Griffiths e Sophie Venner

Melhor ator em ascensão: Will Poulter

Veja a filmografia do ator na 2001

Veja a filmografia do ator na 2001

 

*Fonte:EFE.