Conterrâneos Velhos de Guerra

“1932: HISTÓRIAS DE UMA GUERRA” E MAIS DOCUMENTÁRIOS PARA O FERIADO DE 9 DE JULHO

DESDE 1997, O DIA 9 DE JULHO PASSOU A SER FERIADO CIVIL NO ESTADO DE SÃO PAULO. TRATA-SE DA CELEBRAÇÃO DA DATA MAGNA DO ESTADO, EM MEMÓRIA AO DIA EM QUE OS PAULISTAS PEGARAM EM ARMAS PARA LUTAR PELO REGIME DEMOCRÁTICO NO PAÍS, DEFLAGRANDO A REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932.

Sancionado pelo então governador Mário Covas, em 1997, o feriado de 9 de Julho no estado foi criado para lembrar os mais de 35 mil paulistas que lutaram, com pelo menos 890 mortos, nos combates que marcaram a Revolução de 1932. Motivados pela data comemorativa, selecionamos “1932: Histórias de uma Guerra” e outros documentários com pano de fundo político.

1932: HISTÓRIAS DE UMA GUERRA

3

Dirigido e produzido por Thiago Montelli, com pesquisa e apresentação dos historiadores André Cezaretto e Thiago Castro, o filme procura desconstruir as versões oficiais em torno da Revolução de 32, por meio de entrevistas com especialistas e veteranos de guerra. Os depoimentos ajudam a entender o porque de suas atitudes, revelando não só os acontecimentos, mas a memória do conflito ao longo dos últimos 80 anos. Edição repleta de extras.

O DIA QUE DUROU 21 ANOS

2

O documentário reconstitui, por meio de minuciosa pesquisa histórica, a influência do governo dos Estados Unidos no golpe de Estado que eclodiu no Brasil em 1964. Com documentos secretos e gravações originais da época – incluindo áudios inéditos da Casa Branca, o filme mostra como os presidentes John F. Kennedy e Lyndon Johnson organizaram-se para tirar o presidente João Goulart do poder.

Um dos documentários mais vendidos da história da 2001.

CINEMATECA SYLVIO BACK – VOL.2

6

Com 3 DVDs, a coleção traz seis filmes de Sylvio Back, um dos maiores diretores do cinema brasileiro contemporâneo. Uma seleção especial que inclui longas de ficção e os documentários “República Guarani” (1978), “Revolução de 30” (1980) – filme-colagem sobre o movimento tenentista -, “O Contestado – Restos Mortais” (2010) e “O Universo Graciliano” (2014).

HÉRCULES 56

30

Em 1969, em plena ditadura no Brasil, duas organizações revolucionárias raptaram o embaixador americano Charles Elbrick e exigiram a libertação de quinze presos políticos, levados ao México no avião Hércules, prefixo 56. Neste documentário, os nove remanescentes do grupo e cinco membros da organização responsáveis pelo sequestro discutem as causas e consequências da luta armada contra o regime militar. Exibido no festival É Tudo Verdade em 2007.

CONTERRÂNEOS VELHOS DE GUERRA

32

Com a estreia do longa de ficção “O Outro Lado do Paraíso” (de André Ristum) nos cinemas, vale a pena conhecer este premiado documentário de Vladimir Carvalho. “Conterrâneos…” acompanha as histórias de luta de diversos trabalhadores que migraram para Brasília em 1959, a fim de trabalhar na construção da futura capital brasileira. Premiado pela APCA e vencedor do prêmio especial do júri do Festival de Gramado.

UM SONHO INTENSO

4

Dirigido por José Mariani, o documentário analisa o processo histórico, social e econômico do Brasil dos anos 1930 anos até os dias de hoje. Um painel inteligente e surpreendente do processo de desenvolvimento do país visto pelo olhar crítico de economistas, sociólogos e historiadores. Depoimentos de nomes como Celso Amorim, Francisco de Oliveira, José Murilo de Carvalho, entre outros.

SARTRE NO CINEMA

9

Além da minissérie “Sartre: A Era das Paixões”, este DVD duplo apresenta “Sartre por ele mesmo” (1976), documentário com mais de três horas em que o escritor e filósofo fala de sua obra e de suas ideias. Um depoimento autobiográfico em que Sartre fala sobre suas experiências pessoais, refletindo também sobre o universo político que o cerca.

CORAÇÕES E MENTES

7

Dirigido por Peter Davis, o filme é considerado um dos melhores documentários de todos os tempos. A partir de extenso material de arquivo, Davis mostra com olhar crítico o confronto dos Estados Unidos no Vietnã, e os efeitos desastrosos de uma guerra. Vencedor do Oscar de melhor documentário em 1975, “Corações e Mentes” pode ser conferido em versão remasterizada com mais de duas horas de extras, além de livreto especial de 48 páginas.

O FASCISMO DE TODOS OS DIAS

10

Intercalando imagens de 1965 e material capturado do arquivo do Ministério de Propaganda do III Reich – da coleção pessoal de Hitler e de fotografias apreendidas de soldados alemães da SS -, o cineasta russo Mikhail Romm desenvolve uma reflexão sobre a natureza do fascismo, enquanto reconstrói a trajetória de sua ascensão e queda.

ADEUS, CAMARADAS! 

22

Minissérie do canal francês ARTE sobre o apogeu e a queda da União Soviética e do bloco comunista, entre os anos de 1975 e 1991. Versão integral em DVD duplo com mais de cinco horas de duração, alternando entrevistas, músicas e imagens raras de arquivo. E a direção é do renomado documentarista russo Andrei Nekrasov, que foi assistente do mestre Andrei Tarkovski em “O Sacrifício“.