fantasia

“O LAR DAS CRIANÇAS PECULIARES”, NOVO SUCESSO DE TIM BURTON

BASEADO EM BEST SELLER DE RANSOM RIGGS, O FILME – RECÉM LANÇADO EM DVD, BLU-RAY E BD 3D NA 2001 – MARCA A VOLTA DO CINEASTA AO UNIVERSO FANTÁSTICO E LÚDICO DE SEUS PRIMEIROS TRABALHOS.

Com mais de 2 milhões de espectadores no Brasil, o longa é baseado no livro “O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares” e confirma o status do diretor junto ao grande público. Basta lembrar o sucesso da exposição “O Mundo de Tim Burton” no MIS, em São Paulo, no primeiro semestre de 2016.

Como em “Os Fantasmas se Divertem” (1988) e outras produções, Burton transita entre o fantástico e o horror gótico, com eventuais pitadas de humor negro. “O Lar das Crianças Peculiares” resgata até as origens do cineasta, apresentando criaturas em stop motion e uma referência às caveiras criadas por Ray Harryhausen em “Jasão e o velo de ouro” (1963).

O enredo começa com a misteriosa morte de Abe (Terence Stamp, lendário ator de “Teorema”), que era muito apegado a seu neto, Jake (Asa Butterfield, de “A Invenção de Hugo Cabret”). O menino parte com seu pai para o País de Gales, em busca de informações sobre o passado do avô, até que encontra uma espécie de orfanato para crianças com poderes sobrenaturais, protegidas pela Srta. Peregrine (Eva Green, “Penny Dreadful“).

Fendas temporais, uma jovem mais leve que o ar, um menino invisível, seres monstruosos; não faltam personagens sombrios (e surpresas) em mais uma extravagância visual de um dos mais queridos – e peculiares – cineastas de Hollywood.

CURIOSIDADES:

* Adaptado por Jane Goldman (“Kick-Ass”, “X-Men: Primeira Classe“) do primeiro livro da trilogia criada por Ransom Riggs, o filme traz inúmeras mudanças em relação à história original.

* Os outros dois romances da trilogia do autor, “Cidade dos Etéreos” e “Biblioteca de Almas”, já foram publicados no Brasil.

Uma das fotos que serviram de inspiração para a obra do autor Ransom Riggs

* Burton descreveu Miss Peregrine como uma espécie de “Mary Poppins assustadora”. Eva Green trabalhou antes com o diretor em “Sombras da Noite” (2012).

* Allison Janney, Rupert Everett, Judi Dench e Samuel L. Jackson completam o elenco adulto.

EXTRAS DO DVD:
* A História Peculiar
* Mapa dos Dias: O Lar das Crianças Peculiares / Torre de Blackpool
* Clipe Musical: “Wish That You Were Here” de Florence + the Machine
* Galeria: Esboços de Tim Burton e fotografias

EXTRAS DO BLU-RAY SIMPLES E DA EDIÇÃO COM 2 DISCOS (BD 2D + 3D):
* A História Peculiar
* Os Peculiares
* Etéreos e Ex-Etéreos
* Mapa dos Dias: O Lar das Crianças Peculiares / Torre de Blackpool
* Clipe Musical: “Wish That You Were Here” de Florence + the Machine
* Galeria: Esboços de Tim Burton e fotografias

MAIS TIM BURTON NA 2001:

Os Fantasmas se Divertem (1988)
Edward Mãos de Tesoura (1990)
Planeta dos Macacos (2001)
A Fantástica Fábrica de Chocolate (2005)
A Noiva Cadáver (2005)
Sweeney Todd – O Barbeiro Demoniaco da Rua Fleet (2007)
Alice no País das Maravilhas (2010)
Frankenweenie (2012)
Grandes Olhos (2014)

“O INVERNO CHEGOU”… AGORA EM DVD E BLU-RAY COM EXTRAS

0002

ENQUANTO “GAME OF THRONES” NÃO RECOMEÇA, ASSISTA (OU RELEMBRE) A ACLAMADA 6ª TEMPORADA DA SÉRIE, GRANDE VENCEDORA DO EMMY DESTE ANO, COM 12 PRÊMIOS.

Com 23 indicações, a série baseada na obra de George R. R. Martin foi a produção mais premiada do Emmy, conquistando 12 categorias (nove delas técnicas, anunciadas antes no Creative Arts Emmys), incluindo melhor série dramática e direção – para Miguel Sapochnik, pelo espetacular episódio “Battle of the Bastards”. Infelizmente, nenhum de seus seis atores indicados levou, mas a saga de Westeros entrou para a história como recordista do prêmio, ao acumular 38 estatuetas ao longo de seis temporadas.

Famoso por suas atuações nos filmesde Ingmar Bergman, o sueco Max Von Sydow faz uma participação especial na temporada

Famoso por suas atuações nos filmes de Ingmar Bergman, o sueco Max Von Sydow (“O Sétimo Selo”) faz uma participação especial na temporada

A série é favorita também ao Globo de Ouro, o prêmio da Associação da Imprensa Estrangeira em Hollywood. Os indicados em todas as categorias serão divulgados no dia 12 de dezembro e os vencedores, anunciados na cerimônia de premiação, em 8 de janeiro.

Depois dos chocantes acontecimentos ao final da quinta temporada – como o destino sangrento de Jon Snow e a humilhação pública de Cersei nas ruas de Porto Real -, sobreviventes de todos os cantos de Westeros e de Essos se reagrupam para avançar, inexoravelmente, contra seus incertos destinos pessoais.

0000003

Rostos familiares forjam novas alianças para reforçar suas possibilidades estratégicas de sobrevivência, enquanto novos personagens emergem para desafiar o equilíbrio de poder. Peças que movem-se como num tabuleiro de xadrez, com jogadas emocionantes que culminam – como já é tradição em “Game of Thrones” – em mais um episódio (sempre ele, o nono) de proporções épicas… até o inesquecível xeque-mate de um dos personagens.

DVD

0005

EXTRAS:
* A Batalha dos Bastardos – Um Olha Profundo: Descubra como foi a direção da maior batalha já realizada na história de “Game of Thrones”. Desde o roteiro, dublês envolvidos e até mesmo os efeitos visuais.
* 18 Horas no Estúdio Paint Hall: Acompanhe um evento por trás das câmeras sem filtro, contado pelos olhos do elenco e da equipe.
* Recriando o Mundo Dothraki: Descubra como a produção ressuscitou o universo dos Dothraki a partir da temporada 1. Dos figurinos e treinos de dialeto até a criação da maior fogueira do mundo. necessários para mais
* Comentários em Áudio com o elenco e equipe, incluindo David Benioff, D.B. Weiss, Peter Dinklage, Sophie Turner, Natalie Dormer, Ian McShane e outros.
* Cenas Deletadas.

E VEJA TAMBÉM:
Game of Thrones – 1 a 6ª Temporada (DVD)

BLU-RAY

0004

EXTRAS:
* A Batalha dos Bastardos – Um Olha Profundo: Descubra como foi a direção da maior batalha já realizada na história de “Game of Thrones”. Desde o roteiro, dublês envolvidos e até mesmo os efeitos visuais.
* 18 Horas no Estúdio Paint Hall: Acompanhe um evento por trás das câmeras sem filtro, contado pelos olhos do elenco e da equipe.
* Recriando o Mundo Dothraki: Descubra como a produção ressuscitou o universo dos Dothraki a partir da temporada 1. Dos figurinos e treinos de dialeto até a criação da maior fogueira do mundo. necessários para mais
* Comentários em Áudio com o elenco e equipe, incluindo David Benioff, D.B. Weiss, Peter Dinklage, Sophie Turner, Natalie Dormer, Ian McShane e outros.
* Cenas Deletadas.
* Inside the Fight for Meereen
* Bigger than Reality: Creating the Visual Effects

E VEJA TAMBÉM:
Game of Thrones – 1 a 6ª Temporada (Blu-ray)

VENCEDORA DO EMMY:

MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA

No palco, a equipe de "Game of Thrones" comemora o prêmio principal

No palco, a equipe de “Game of Thrones” comemora o prêmio principal

MELHOR DIREÇÃO DE SÉRIE DRAMÁTICA
Miguel Sapochnik, pelo 9º pisódio (“Battle Of The Bastards”)

MELHOR ROTEIRO DE SÉRIE DRAMÁTICA
David Benioff e D.B. Weiss, por “Battle Of The Bastards”

MELHOR EDIÇÃO DE SÉRIE DRAMÁTICA (CÂMERA ÚNICA)

MELHOR CASTING DE SÉRIE DRAMÁTICA

MELHORES EFEITOS VISUAIS

i

MELHOR COORDENAÇÃO DE DUBLÊS PARA SÉRIE DRAMÁTICA, MINISSÉRIE OU TELEFILME

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO PARA SÉRIE CONTEMPORÂNEA OU DE FANTASIA

MELHOR FIGURINO DE SÉRIE CONTEMPORÂNEA, MINISSÉRIE OU TELEFILME

MELHOR MAQUIAGEM PROSTÉTICA PARA SÉRIE, MINISSÉRIE, TELEFILME OU ESPECIAL

MELHOR MAQUIAGEM NÃO-PROSTÉTICA PARA SÉRIE (CÂMERA ÚNICA)

MELHOR MIXAGEM DE SOM PARA SÉRIE DE COMÉDIA OU DRAMA

“LABIRINTO – A MAGIA DO TEMPO” COMPLETA 30 ANOS COM EDIÇÕES ESPECIAIS EM DVD E BLU-RAY

222

NO ANO EM QUE PERDEMOS DAVID BOWIE, RELEMBRE O CAMALEÃO DO ROCK COMO ATOR NO LONGA DE FANTASIA QUE ACABA DE COMPLETAR 30 ANOS. “LABIRINTO” SAI EM DVD E BLU-RAY COM INÚMEROS EXTRAS.

Lançado originalmente em 1986, o filme marcou gerações graças a canções como “Underground” e “As the World Falls Down”, e aos bonecos criados pelo diretor Jim Henson, o lendário criador dos Muppets.

Na trama, Jennifer Connelly (“Uma Mente Brilhante”, “Noé“) interpreta Sarah, jovem frustrada por ter de cuidar do irmão caçula enquanto seus pais estão fora. Até que um personagem de seus livros, Jareth (Bowie), o rei dos duendes, ganha vida e resolve atender seu pedido, sequestrando o bebê. Arrependida, Sarah precisa atravessar um labirinto, em meio a estranhas criaturas e enigmas, para resgatar o irmão antes que seus pais voltem para casa. Caso contrário, o bebê será transformado em duende.

CURIOSIDADES:

* George Lucas (“Star Wars”), amigo pessoal de Henson, foi um dos produtores executivos do filme.

Lucas, Bowie e Henson em foto de divulgação

Lucas, Bowie e Henson em foto de divulgação

* O roteiro inicial do projeto foi escrito pelo ex-Monty Python Terry Gilliam, misturando humor nonsense com obras de referência como “Alice no país das Maravilhas”.

* Outra referência usada, bem antes de Christopher Nolan em “A Origem”, foi a litografia “Relatividade” de M.C. Escher. O desenho do artista gráfico holandês serviu de inspiração para a cena de escadas com Jareth e Sarah no final.

01010

“Relativity”, de M. C. Escher, e Bowie em “Labirinto”

* Antes de Bowie, Michael Jackson, Prince, Mick Jagger e Sting foram considerados para interpretar o vilão Jareth.

* Sarah foi o segundo papel principal de Connelly – então com 15 anos de idade – no cinema. Antes, ela tinha estrelado “Phenomena“, terror dirigido por Dario Argento.

08

* Intérprete do bebê, Toby Froud é filho de Brain Froud, designer conceitual de “Labirinto” e de outro longa de Henson, “O Cristal Encantado” (1982). Nos primeiros tratamentos do roteiro, o personagem chamava-se Freddie, mas foi mudado para Toby, pois só assim o bebê reagiria ao ser chamado durante as filmagens.

EXTRAS DA EDIÇÃO DE 30º ANIVERSÁRIO:

DVD

04

* Comentários em áudio
* O legado Henson
* Lembrando do rei Goblin
* Por dentro de Labirinto: making of
* Jornada pelo Labirinto: o reino dos personagens
* Trailer de cinema

BLU-RAY

1111111

* Comentários em áudio
* Voltando no tempo: relembrando “Labirinto”
* O Legado Henson
* Lembrando do rei Goblin
* Perguntas e respostas – Aniversário
* Por dentro de Labirinto: making of
* Jornada pelo Labirinto: o reino dos personagens
* Jornada pelo Labirinto: a busca na cidade dos goblins
* Contadores de Histórias – Quadro a quadro
* Trailer de cinema

E não deixe de ver Bowie interpretando um alienígena em O HOMEM QUE CAIU NA TERRA, de Nicolas Roeg; um vampiro em FOME DE VIVER, ao lado de Catherine Deneuve; e Andy Warhol, na premiada cinebiografia BASQUIAT, dirigida por Julian Schnabel.

A MAGIA ESTÁ DE VOLTA, EM NOVAS EDIÇÕES DE “HARRY POTTER” EM DVD E BLU-RAY (STEELBOOK)

3

DVDs Duplos

COM O LANÇAMENTO DO OITAVO LIVRO DA SÉRIE, “HARRY POTTER E A CRIANÇA AMALDIÇOADA – PARTES 1 E 2”, ESCRITO POR J. K. ROWLING EM FORMA DE PEÇA TEATRAL, VALE A PENA CONFERIR OS 8 FILMES DA SAGA DO BRUXINHO EM NOVAS EDIÇÕES ESPECIAIS. CADA UMA COM 2 DISCOS, EM BLU-RAY, BLU-RAY STEELBOOK E DVD.

Há cinco anos, com a Batalha de Hogwarts em “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2”, terminava (será?) uma das franquias mais bem sucedidas da história do cinema.

Colecionadores e fãs do herói interpretado por Daniel Radcliffe (hoje com 27 anos) poderão matar as saudades e descobrir curiosidades sobre cada produção e o elenco no conteúdo extra – incluído tanto nas edições em DVD quanto em Blu-ray.  E, pela primeira vez, os filmes saem em alta definição com embalagem SteelBook, formato de luxo em que a capa é feita de metal.

Complete a sua coleção!

2

Blu-rays Duplos

HARRY POTTER E A PEDRA FILOSOFAL (2001)

Indicado ao Oscar de melhor direção de arte, figurino e trilha sonora original

4

Blu-ray Duplo (SteelBook)

14

Detalhe interno da embalagem em SteelBook

EXTRAS DO DISCO 2:

CRIANDO O MUNDO DE HARRY POTTER – PARTE 1
A Magia Começa: As escolhas, os avanços, as primeiras decisões que impactaram em todos os filmes são exploradas aqui em cenas, elenco e lembranças da equipe e muito mais. Saiba mais sobre a longa busca do produtor David Heyman e do diretor Chris Columbus pelos atores perfeitos para viverem Harry, Ron e Hermione e veja o primeiro encontro de Daniel Radcliffe com Rupert Grint e Emma Watson.

HARRY POTTER E A CÂMARA SECRETA (2002)

5

Blu-ray Duplo (SteelBook)

15

EXTRAS DO DISCO 2:

CRIANDO O MUNDO DE HARRY POTTER – PARTE 2
Personagens: Acompanhe uma década como os atores da série deram vida aos personagens. Descubra quais partes dos livros ajudaram Daniel Radcliffe, Rupert Grint, Emma Watson e outros atores a construírem seus personagens. Confira testes de tela e aprenda porque tantos nomes consagrados da dramaturgia inglesa quiseram fazer parte desse universo.

HARRY POTTER E O PRISIONEIRO DE AZKABAN (2004)

Indicado ao Oscar de melhor trilha sonora original e efeitos visuais

6

Blu-ray Duplo (SteelBook)

5

EXTRAS DO DISCO 2:

CRIANDO O MUNDO DE HARRY POTTER – PARTE 3
Criaturas: Conheça o mundo de Harry Potter pelos olhos de um grupo de feitiçeiros, os artistas que criam os monstros, e ande pela Loja das Criaturas, onde os atores se transformam em animais e esboços em criaturas animatrônicas. Junte-se aos atores para compartilhar histórias, que vão desde pequenos duendes gerados por computador até uma aranha mecânica de quatro toneladas.

HARRY POTTER E O CÁLICE DE FOGO (2005)

Indicado ao Oscar de melhor direção de arte

7

Blu-ray Duplo (SteelBook)

13

EXTRAS DO DISCO 2:

CRIANDO O MUNDO DE HARRY POTTER – PARTE 4
Sons & Música: Compartilhe a visão de compositores, especialistas de som e outros que fazem dos filmes um encanto para os ouvidos. Saiba os motivos especiais em que foram criadas as músicas que identicam os personagens e lugares.

HARRY POTTER E A ORDEM DA FÊNIX (2007)

8

Blu-ray Duplo (SteelBook)

EXTRAS DO DISCO 2:

CRIANDO O MUNDO DE HARRY POTTER – PARTE 5
Evolução: Enquanto Harry muda de estudante inocente a um herói altruista, a série passa por uma transformação. Junte-se aos quatro diretores, membros-chave da equipe e do elenco, à medida em que desvendam como a visão da criação dos filmes evoluiu para conservar a integridade e aumentar a intensidade da fonte literária criada por J.K. Rowling.

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE (2009)

Indicado ao Oscar de melhor fotografia

9

Blu-ray Duplo (SteelBook)

EXTRAS DO DISCO 2:

CRIANDO O MUNDO DE HARRY POTTER – PARTE 6
Efeitos Especiais Mágicos: No mundo de Harry Potter, retratos ganham vida, poções transformam, o tempo se altera por completo, os jogadores de Quadribol voam a grandes alturas, dragões atacam e a mágica está em todo lugar. Agora, informações fascinantes, entrevistas e sequências explicativas permitem que você conheça os triunfos dos magos tecnológicos por trás da série.

HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE -PARTE 1 (2010)

Indicado ao Oscar de melhor direção de arte e efeitos visuais

10

Blu-ray Duplo (SteelBook)

EXTRAS DO DISCO 2:

CRIANDO O MUNDO DE HARRY POTTER – PARTE 7
História: J.K. Rowling e o roteirista Steve Kloves reúnem-se para uma conversa íntima e fluida sobre uma década de parceria e desafios de transformar os livros da escritora em filmes. Tenha uma nova visão sobre a concepção que a própria J.K. Rowling teve sobre seus amados personagens, e entenda como Kloves foi hábil em adaptá-los de maneira fiel para a telona.

HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE: PARTE 2 (2011)

Indicado ao Oscar de melhor direção de arte, maquiagem e efeitos visuais

11

Blu-ray Duplo (SteelBook)

EXTRAS DO DISCO 2:

CRIANDO O MUNDO DE HARRY POTTER – PARTE 8
Crescendo: Entrevistas com Daniel Radcliffe, Rupert Grint, Emma Watson e outros membros do elenco e da equipe revelam como os jovens astros foram crescendo ao longo da série. Das entrevistas iniciais até o empolgante último dia de lmagem, veja como suas ideias sobre ação, fama, seus personagens e sobre eles mesmos mudaram depois de quatro diretores, oito filmes e dez anos.

“OS BANDIDOS DO TEMPO”, UMA DIVERTIDA FANTASIA DIRIGIDA POR TERRY GILLIAM, DO MONTY PYTHON

OP-166 - Os Bandidos do Tempo

Já disponível

OS BANDIDOS DO TEMPO

Depois de dirigir “Monty Python em Busca do Cálice Sagrado” ao lado de Terry Jones – um de seus ex-parceiros do grupo inglês Monty Python -, Terry Gilliam estreou como diretor com “Jabberwocky – Um Herói por Acaso” em 1977. Quatro anos depois, realizou seu segundo longa, “Os Bandidos do Tempo“, fantasia satírica que já dava provas da criatividade e da faceta lúdica do criador de “Brazil, o Filme”, “O Pescador de Ilusões” e “Medo e Delírio“.

Na companhia de anões caçadores de tesouros, um garoto parte em uma aventura surreal: dotados de um mapa que pertence ao Ser Supremo, eles viajam pelo tempo, encontrando pelo caminho figuras históricas como Robin Hood (John Cleese), Napoleão (Ian Holm) e o Rei Agamenon (Sean Connery).

33

Com direção de arte sofisticada e bom elenco, o filme é mais um triunfo da imaginação de Gilliam, combinando com maestria fantasia, humor tipicamente britânico e referências literárias.

CURIOSIDADES:

* Um dos maiores sucessos de 1981 nos EUA e Canadá, o filme foi coproduzido pelo ex-Beatle George Harrison, antigo fã do Monty Python.

* Dois ex-membros do grupo de humor inglês participam do elenco: John Cleese e Michael Palin, que também escreveu o roteiro ao lado de Gilliam.

* O diretor usou muitas tomadas em contra-plongée, ou seja, com a câmera baixa, filmando cenas de baixo para cima a fim de acentuar o ponto de vista dos anões e do protagonista mirim.

EXTRAS:

* Entrevista com Gilliam e o estudioso de cinema Peter von Bagh (79 min.)
* Depoimentos do escritor David Morgan, da desenhista de produção Milly Burns e do figurinista James Acheson (23 min.)
* Trailer Original (3 min.)

imageDO MESMO DIRETOR NA 2001:

Monty Python – O Sentido da Vida (1983)
Os 12 Macacos (1995)
Medo e Delírio (1998)
Os Irmãos Grimm (2005)

DICAS PARA O FIM DE SEMANA: LANÇAMENTOS EM FANTASIA

Confira a seguir as dicas da equipe 2001 Vídeo:

Homem de Ferro 3
(Marvel´s Iron Man 3, EUA/CHI, 2013, Cor, 130′)
Direção: Shane Black
Elenco: Robert Downey Jr., Gwyneth Paltrow, Don Cheadle, Guy Pearce, Rebecca Hall, Jon Favreau, Ben Kingsley, James Badge Dale, Paul Bettany

0001Com Robert Downey Jr., Gwyneth Paltrow, Don Cheadle, Rebecca Hall, Ben Kingsley e Guy Pearce no elenco, o terceiro filme da franquia surpreendeu, com boas críticas e a maior bilheteria de 2013, além de a quinta maior de todos os tempos.

Coescrito e dirigido por Shane Black (roteirista da franquia Máquina Mortífera), Homem de Ferro 3mostra Tony Stark perturbado pelo que passou em Os Vingadores. Sem conseguir dormir, ele se atira obsessivamente no trabalho, até ser confrontado por um enigmático terrorista de nome Mandarim (Sir Ben Kingsley, Gandhi). Com a ajuda de seu amigo, o coronel James Rhodes (Don Cheadle), ele precisa resolver o mistério em torno do vilão. E salvar os EUA, em meio à inúmeras subtramas e personagens secundários.

01

Apesar da profusão de incríveis efeitos especiais que só um blockbuster dessa envergadura pode oferecer, o filme se diferencia mesmo por trazer o protagonista fora de sua zona de conforto, forçado a se valer mais da inteligência do que dos poderes da sua armadura. Sem perder o bom humor, marca do sempre carismático Robert Downey Jr.

Jack – O Caçador de Gigantes
(Jack the Giant Slayer, EUA, 2013, Cor, 114′)
Direção: Bryan Singer
Elenco: Nicholas Hoult, Eleanor Tomlinson, Ewan McGregor, Stanley Tucci, Eddie Marsan, Ewen Bremner, Ian McShane

444Diretor de Os Suspeitos e X-Men, Bryan Singer revisita o conhecido conto João e o Pé de Feijão com efeitos de tirar o fôlego e bom elenco – Ewan McGregor (Sentidos do Amor), Stanley Tucci (Um Golpe Perfeito) e Nicholas Hoult (Meu Namorado é um Zumbi).

Um prólogo em forma de animação mostra o personagem ainda menino, ouvindo o pai contar uma fábula sobre as origens dos gigantes e como eles pararam em um reino flutuante. Um pulo no tempo e, 10 anos depois, Jack surge como um camponês amargurado, cuja grande chance na vida é salvar a princesa do reino. Com a ajuda do cavaleiro interpretado por McGregor (usando um moderno topete), o jovem empreende uma verdadeira jornada que começa na escalada dos galhos de uma árvore gigantesca.

 
À semelhança de Krull e outras fantasias do gênero, segue-se a típica jornada do herói, com toda a tecnologia dos efeitos especiais de hoje, empregados principalmente para dar vida aos impressionantes gigantes (um deles dublado por Bill Nighy, de O Exótico Hotel Marigold) em computação gráfica, e às cenas de batalha – perfeitas para ver em alta definição.

Oz – Mágico e Poderoso
(Oz, EUA, 2013, Cor, 130′)
Direção: Sam Raimi
Elenco: James Franco, Mila Kunis, Rachel Weisz, Michelle Williams, Zach Braff, Bill Cobbs

ozUma das maiores bilheterias de 2013, a exuberante fantasia da Disney reúne James Franco (127 Horas), Michelle Williams (Sete Dias com Marilyn), Mila Kunis (Cisne Negro) e Rachel Weisz (Amor Profundo) numa espécie de prelúdio para o clássico O Mágico de Oz.

Dirigida por Sam Raimi (Homem Aranha), a superprodução revela as origens do mágico imortalizado no filme de 1939, aqui um farsante (vivido por Franco) transportado para a Terra de Oz.

Legalmente proibido de replicar elementos do filme original, Oz – Mágico e Poderoso não tem dificuldade em evocar ou recriar cenas do clássico, como a abertura em preto e branco, a estrada feita de tijolos dourados e alusões aos companheiros de Dorothy em sua jornada. Jornada que agora cabe ao trambiqueiro Oz, que precisa lidar com duas bruxas (Evanora/Rachel Weisz e Glinda/Michelle Williams), sem saber ao certo em quem confiar.

01

Em DVD, Blu-ray e BD 2D + 3D, o filme é mais um exuberante espetáculo visual com a qualidade Disney.

Dezesseis Luas
(Beautiful Creatures, EUA/ING, 2012, Cor, 124′)
Direção: Richard LaGravenese
Elenco: Alden Ehrenreich, Alice Englert, Jeremy Irons, Viola Davis, Emmy Rossum, Thomas Mann, Emma Thompson, Eileen Atkins

0033Adaptação do primeiro livro da quadrilogia escrita pela dupla Kami Garcia e Margaret Stohl, a nova fantasia do estúdio responsável pela saga Crepúsculo apresenta mais uma história de amor adolescente com elementos sobrenaturais.

Numa idílica cidadezinha da Carolina do Sul, o jovem Ethan (Alden Ehrenreich, de Tetro) se apaixona por (Emmy Rossum (Alice Englert, filha da cineasta Jane Campion), misteriosa garota que se muda para a vizinhança. À medida que o romance ganha fôlego, ele conhece a excêntrica família da amada, formada pela manipuladora prima Ridley e o tio Macon (Jeremy Irons, propositalmente exagerado). E, perto de completar 16 anos, Lena precisa enfrentar o destino determinado por suas origens familiares: decidir entre o caminho da luz ou as trevas.

 
Escrito e dirigido por Richard LaGravenese (Escritores da Liberdade, P.S.Eu Te Amo), o longa equilibra romance e fábula gótica, com boas atuações, incluindo uma divertida Emma Thompson (Vestígios do Dia, Tinha que Ser Você) em papel duplo.

INÉDITOS NOS CINEMAS, DIRETO PARA A 2001: O SUSPENSE DINAMARQUÊS “ID:A” E MAIS UMA ADAPTAÇÃO DE “ASTÉRIX”

O "thriller nórdico" vem se tornando cada vez mais popular desde o sucesso da trilogia "Millennium" sueca e longas como "Headhunters". "ID:A" é mais um suspense do tipo, prendendo a atenção do espectador com suas reviravoltas e cenas tensas

O “thriller nórdico” vem se tornando cada vez mais popular desde o sucesso da trilogia “Millennium” sueca e longas como “Headhunters”. “ID:A” é mais um suspense do tipo, prendendo a atenção do espectador com suas reviravoltas e cenas tensas

ID:A – Identidade Anônima
(ID:A, DIN, 2012, Cor, 100′)
Paramount – Cinema Europeu – 14 anos
Direção: Christian E. Christiansen
Elenco: Tuva Novotny, Flemming Enevold, Carsten Bjørnlund, Arnaud Binard

Sinopse: Aliena acorda em um rio na França, sem memória e com uma bolsa com 2 milhões de euros. Ela descobre que seu sotaque é dinamarquês e que homens misteriosos a perseguem.

 
Uma mulher dinamarquesa (a sueca Tuva Novotny, de Jalla! Jalla!) acorda sobre as pedras de um riacho francês, apresentando um corte na cabeça. Ela abre a mochila e descobre vários maços de dinheiro, uma arma e o retrato falado de um homem. Essas são as peças que ela, sofrendo de amnésia, e o espectador, terão para elucidar o mistério de ID:A – Identidade Anônima, mais um thriller em voga no cinema nórdico após o sucesso da trilogia Millennium original.

A protagonista fala e pensa em francês, mas tem sotaque dinamarquês. Fragemtnos de memórias de seu passado revelam um crime no qual ela não sabe se está ou não envolvida. Como outra mulher traumatizada após um evento trágico, a Rita de Cidade dos Sonhos, a Ida de ID:A assume a identidade de Aliena, mudando radicalmente o visual.

Ida/Aliena faz um novo amigo em um pequeno vilarejo francês onde se esconde

Ida/Aliena faz um novo amigo (e interesse amoroso) em um pequeno vilarejo francês, onde se esconde

A narrativa é como um quebra-cabeça montado dentro da mente fragmentada de Ida/Aliena, que tem dificuldade em colocar tanta informação num contexto. A ela só resta adaptar-se rapidamente a cada situação, mantendo ainda maior o suspense que envolve ainda alguém muito próximo e um grupo político radical.

Dos mesmos produtores de Melancolia e O Amante da Rainha (previsto para julho na 2001 Vídeo), o filme é um suspense movimentado, com muitas perseguições, reviravoltas, alguns sustos e a violência característica de thrillers como Headhunters.

Superprodução francesa de 61 milhões de euros, o quarto filme da franquia com Gérard depardieu no papel de Obélix diverte jovens e adultos com referências culturais da modernidade em um mundod e fantasia

Superprodução francesa de 61 milhões de euros, o quarto filme da franquia com Gérard depardieu no papel de Obélix é diversão crianças e adultos, trazendo referências culturais da modernidade em um mundo de fantasia

Astérix e Obélix a Serviço de Sua Majestade
(Astérix et Obélix – Au service de Sa Majesté, FRA/ESP/HUN/ITA, 2012, Cor, 110′))
Paris – Cinema Europeu – Verifique a classificação indicativa
Direção: Laurent Tirard
Elenco: Gérard Depardieu, Edouard Baer, Guillaume Gallienne, Vincent Lacoste, Valérie Lemercier, Fabrice Luchini, Catherine Deneuve

Sinopse: 50 anos antes de Cristo, Julio César tem um enorme desejo de conquista. À frente de suas legiões gloriosas, ele decide invadir a Grã-Bretanha. Em pouco tempo, domina todo o território, mas falta a pequena aldeia de Bréton. Seus líderes decidem pedir ajuda a Astérix e Obélix, que irão levar um barril de poção mágica para a aldeia atacada.

 
Quarta adaptação cinematográfica live action com a dupla criada pelos quadrinistas Rene Goscinny e Albert Uderzo, apresentando Edouard Baer no papel de Astérix e, mais uma vez, Gérard Depardieu como o adorável gigante Obélix.

Adaptado das HQs Astérix entre os Bretões (1965) e Astérix e os Normandos (1966), A Serviço de Sua Majestade compila uma série de esquetes cômicos em torno da viagem dos heróis da Gália (antiga França) à Bretanha, o que permite ao roteiro brincar com as diferenças culturais entre franceses e ingleses, cuja rivalidade atravessa séculos de história.

Astérix (Edouard Baer, de "Ervas Daninhas") e Obélix (Gérard Depardieu), em cena com seu cãozinho Ideiafix

Astérix (Edouard Baer, de “Ervas Daninhas”) e Obélix (Gérard Depardieu), em cena com seu cãozinho Ideiafix

Munidos de um barril com sua poção mágica, Astérix e Obélix são a única esperança para os bretões acuados pelo temido exército romano, que estrategicamente ataca sempre às cinco horas da tarde, horário do típico chá inglês. No papel de um megalomaníaco César que faz até terapia, o ator Fabrice Luchini (Potiche) rouba a cena com seus ataques histéricos, enquanto Catherine Deneuve confere sua majestade à Rainha da Bretanha.

Intérprete do marido machista e infiel de Catherine Deneuve em "Potiche", o francês Fabrice Luchini interpreta mais um personagem dominador e extravagente: ninguém menos do que César

Intérprete do marido machista e infiel de Catherine Deneuve em “Potiche”, o francês Fabrice Luchini interpreta mais um personagem dominador e extravagente: ninguém menos do que César, na nova aventura da dupla gaulesa

Muito do humor dessa superprodução provém de preciosos anacronismos que conferem modernidade à fantasia. De referências a questões contemporâneas como a união homoafetiva, ônibus de dois andares e até um sobrinho (para quem o “cabelo penteado não pode parecer penteado”) de Astérix com os maneirismos dos adolescentes de hoje, não faltam piadas de duplos sentido, gags visuais – a violência é de desenho animado, totalmente estilizada – e até clássicos de bandas como Ramones na trilha sonora. Tudo isso 50 anos antes do nascimento de Cristo.

MAIS ASTÉRIX E OBÉLIX NA 2001:

Asterix++ObelixAsterix nos Jogos Olímpicos (2008)
Asterix e os Vikings (2006)
Asterix e Obelix – Missão Cleópatra (2002)
Astérix e Obélix Contra Cesar (1999)
Asterix Conquista a América (1994)
Asterix e a Grande Luta (1989)
Os Doze Trabalhos de Asterix (1976)
Asterix e Cleópatra (1968)
Asterix – O Gaulês (1967)

ADEUS RAY HARRYHAUSEN, UM PIONEIRO DOS EFEITOS ESPECIAIS NO CINEMA

REFERÊNCIA QUANDO SE FALA EM EFEITOS ESPECIAIS, RAY HARRYHAUSEN MARAVILHOU O PÚBLICO COM SEU TRABALHO COM MAQUETES EM FILMES COMO JASÃO E OS ARGONAUTAS E FÚRIA DE TITÃS. INFLUÊNCIA PARA NOMES COMO STEVEN SPIELBERG, PETER JACKSON E JAMES CAMERON, O PRODUTOR FALECEU EM LONDRES NA ÚLTIMA TERÇA, AOS 92 ANOS,

Ray Harryhausen (1920–2013), ao lado da medusa em tamanho real de "Fúria de Titãs"

Ray Harryhausen (1920–2013), ao lado da medusa em tamanho real usada em “Fúria de Titãs”.  Segundo George Lucas:  “Sem Ray Harryhausen, possivelmente não teria surgido Star Wars”

Nascido em Los Angeles em 1920, Harryhausen começou sua paixão pela animação em stop-motion logo após assistir pela primeira vez ao clássico King Kong (1933). Começou então a criar suas próprias animações na garagem da família, ao mesmo tempo em que estreitava laços com uma comunidade de ficção-científica que incluía o amigo Ray Bradbury, antes deste se tornar um dos maiores escritores do gênero. Trabalhou para George Pal nos curtas Puppettons e para o animador Willis O’Brien na criação do gorila de Mighty Joe Young, refilmado em 1998 sob o título Poderoso Joe.

Harryhausen nos anos 1950 com aquetes de "Simbad e a Princesa"

Harryhausen nos anos 1950 com maquetes de “Simbad e a Princesa”

Harryhausen tornou-se rapidamente um especialista em efeitos visuais, trabalhando em importantes aventuras de estúdio como O Monstro do Mar Revolto (1955), A 20 Milhões de Milhas da Terra (1957) e o grande sucesso Simbad e a Princesa (1958). Depois de Simbad e de As Viagens de Gulliver (1960), Jasão e os Argonautas (1963) marcou época com seu exército de esqueletos, homenageado por Sam Raimi em Uma Noite Alucinante 3. Algumas sequências de Jasão revolucionaram a maneira como os atores interagiam com efeitos em stop-motion, num processo chamado por Harryhausen de “dynamation”.

O exército de esqueletos de "Jasão e os Argonautas", um marco dos efeitos especiais no cinema, influência para cineastas como James Cameron em "O Exterminador do Futuro" e Sam Raimi em "Uma Noite Alucinante 3"

O exército de esqueletos de “Jasão e os Argonautas”, um marco dos efeitos especiais no cinema, influência para cineastas como James Cameron em “O Exterminador do Futuro” e Sam Raimi em “Uma Noite Alucinante 3”

O trabalho do então produtor e criador de efeitos prosseguiu nos anos 1960 e 1970 em Mil Séculos Antes de Cristo (1966) com Raquel Welch, A Nova Viagem de Sinbad (1973), Simbad e o Olho do Tigre (1977) e terminou com chave de ouro em Fúria de Titãs (1981), recentemente refilmado, mas sem o charme nostálgico do original.

Em 1992, o visionário Harryhausen recebeu um Oscar especial por suas contribuições técnicas à sétima arte. Na apresentação do prêmio, Tom Hanks concluiu: “Alguns dizem que Cidadão Kane é o melhor filme de todos os tempos. Outros respondem Casablanca. Para mim, o maior é Jasão e os Argonautas.”

 
FILMES COM A MAGIA DE RAY HARRYHAUSEN EM DVD NA 2001:

4

O Monstro do Mar Revolto (1955)
Simbad e a Princesa (1958)
Jasão e os Argonautas (1963)
A Nova Viagem de Sinbad (1973)
Simbad e o Olho do Tigre (1977)
Fúria de Titãs (1981)

CURIOSIDADE:

Confira nos extras do DVD duplo de O Monstro do Mar Revolto uma conversa imperdível entre Tim Burton e Ray Harryhausen, além do featurette “Um olhar moderno sobre o stop-motion”.

QUARTAS COM SUZANA VIDIGAL: “AS AVENTURAS DE PI”

EDITORA DO CINE GARIMPO, A JORNALISTA SUZANA VIDIGAL ESCREVE TODA QUARTA-FEIRA PARA O BLOG DA 2001, DESTACANDO UM GRANDE LANÇAMENTO PARA LOCAÇÃO OU VENDA NAS LOJAS DA REDE

Embora "Argo" tenha recebido o Oscar de melhor filme, foi "As Aventuras de Pi" que levou o maior número de estatuetas - quatro, incluindo melhor direção para Ang Lee. O cineasta taiawanês foi a grande surpresa da cerimônia, já que o favorito era Steven Spielberg, por "Lincoln"

Embora “Argo” tenha recebido o Oscar de melhor filme, coube a “As Aventuras de Pi” o maior número de estatuetas – quatro, incluindo melhor direção para Ang Lee. O vitória do cineasta taiawanês foi a grande surpresa da cerimônia, já que o favorito era Steven Spielberg, por “Lincoln”

Com a chamada “acredite no extraordinário”, o filme As Aventuras de Pi já sugere uma história inusitada. E é, ainda mais contando com os efeitos especiais sob comando do diretor Ang Lee, também do premiado O Tigre e o Dragão, O Segredo de Brokeback Mountain, Aconteceu em Woodstock. Embora sejam todos filmes bastante distintos, Lee não dá ponto sem nó. Capricha, conta uma história bonita e trabalha os efeitos especiais lindamente.

Exemplo da primororosa concepção visual do filme, já disponível em DVD, Blu-ray e BD 3D para locação e venda nas lojas da 2001. Antes de Ang Lee entrar para o projeto, três nomes foram cogitados para assumir a direção do filme: M. Night Shyamalan ("O Sexto Sentido"), Alfonso Cuarón ("Harry Potter e o Prisioneiro de Askaban") e Jean-Pierre Jeunet ("O Fabuloso Destino de Amélie Poulain").

Exemplo da primororosa concepção visual do filme, já disponível em DVD, Blu-ray e BD 3D para locação e venda nas lojas da 2001. Antes de Ang Lee entrar para o projeto, três nomes foram cogitados para assumir a direção do filme: M. Night Shyamalan (“O Sexto Sentido”), Alfonso Cuarón (“Harry Potter e o Prisioneiro de Askaban”) e Jean-Pierre Jeunet (“O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”)

Apesar da classificação etária ser para 10 anos, não acho que crianças desta idade aproveitem. O filme é mais contemplativo do que parece, apesar da presença lúdica dos animais. E muito mais reflexivo – fala da transformação causada por fortes eventos da vida, da presença e ausência de Deus, da força e onipresença da natureza. Portanto, não leve crianças pequenas. Exige atenção e paciência para acompanhar a rotina de Pi no barco, e tem efeitos especiais diferentes – o que nem é feito sob medida para crianças, e sim para o olhar adulto.

Exibido em 3D nos cinemas, "As Aventuras de Pi" é um dos filmes que melhor utilizou o formato, e merece ser visto no home vídeo com a qualidade da alta definição em Blu-ray 2D ou 3D

Exibido em 3D nos cinemas, “As Aventuras de Pi” é um dos filmes que melhor utilizou o formato, e merece ser visto no home vídeo com a qualidade da alta definição em Blu-ray 2D ou 3D

Vencedor do Oscar de melhor direção, fotografia, trilha sonora e efeitos visuais, As Aventuras de Pi conta a história do menino Piscine Patel, um garoto que vive com seus pais e irmão na Índia, onde cuidam de um zoológico. Com as mudanças da vida, a família resolve migrar para o Canadá e levar os animais para vender por lá. Acontece que o cargueiro onde estavam enfrenta problemas em pleno Pacífico e Pi fica à deriva em um bote salva-vidas na singela companhia de um tigre de bengala, uma zebra, uma hiena e um orangotango. Pi passa semanas no mar, lutando para sobreviver. As imagens são preciosas, e os efeitos, impecáveis.

Ficamos sabendo de tudo isso pelo próprio Pi, já adulto, que conta sua epopeia para um escritor, interessado em fazer um livro. Mas sua trajetória reserva surpresas e a graça aqui é não falar muito sobre o filme. Eu fui assistir sem saber quase nada e a viagem foi uma delícia. Aproveite e acredite se quiser. Ou puder!

 

Cliente da 2001, Suzana Vidigal é jornalista e editora do Cine Garimpo, blog com dicas de cinema e DVD para você escolher de acordo com seu estado de espírito.