O Dia que Durou 21 Anos

“1932: HISTÓRIAS DE UMA GUERRA” E MAIS DOCUMENTÁRIOS PARA O FERIADO DE 9 DE JULHO

DESDE 1997, O DIA 9 DE JULHO PASSOU A SER FERIADO CIVIL NO ESTADO DE SÃO PAULO. TRATA-SE DA CELEBRAÇÃO DA DATA MAGNA DO ESTADO, EM MEMÓRIA AO DIA EM QUE OS PAULISTAS PEGARAM EM ARMAS PARA LUTAR PELO REGIME DEMOCRÁTICO NO PAÍS, DEFLAGRANDO A REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932.

Sancionado pelo então governador Mário Covas, em 1997, o feriado de 9 de Julho no estado foi criado para lembrar os mais de 35 mil paulistas que lutaram, com pelo menos 890 mortos, nos combates que marcaram a Revolução de 1932. Motivados pela data comemorativa, selecionamos “1932: Histórias de uma Guerra” e outros documentários com pano de fundo político.

1932: HISTÓRIAS DE UMA GUERRA

3

Dirigido e produzido por Thiago Montelli, com pesquisa e apresentação dos historiadores André Cezaretto e Thiago Castro, o filme procura desconstruir as versões oficiais em torno da Revolução de 32, por meio de entrevistas com especialistas e veteranos de guerra. Os depoimentos ajudam a entender o porque de suas atitudes, revelando não só os acontecimentos, mas a memória do conflito ao longo dos últimos 80 anos. Edição repleta de extras.

O DIA QUE DUROU 21 ANOS

2

O documentário reconstitui, por meio de minuciosa pesquisa histórica, a influência do governo dos Estados Unidos no golpe de Estado que eclodiu no Brasil em 1964. Com documentos secretos e gravações originais da época – incluindo áudios inéditos da Casa Branca, o filme mostra como os presidentes John F. Kennedy e Lyndon Johnson organizaram-se para tirar o presidente João Goulart do poder.

Um dos documentários mais vendidos da história da 2001.

CINEMATECA SYLVIO BACK – VOL.2

6

Com 3 DVDs, a coleção traz seis filmes de Sylvio Back, um dos maiores diretores do cinema brasileiro contemporâneo. Uma seleção especial que inclui longas de ficção e os documentários “República Guarani” (1978), “Revolução de 30” (1980) – filme-colagem sobre o movimento tenentista -, “O Contestado – Restos Mortais” (2010) e “O Universo Graciliano” (2014).

HÉRCULES 56

30

Em 1969, em plena ditadura no Brasil, duas organizações revolucionárias raptaram o embaixador americano Charles Elbrick e exigiram a libertação de quinze presos políticos, levados ao México no avião Hércules, prefixo 56. Neste documentário, os nove remanescentes do grupo e cinco membros da organização responsáveis pelo sequestro discutem as causas e consequências da luta armada contra o regime militar. Exibido no festival É Tudo Verdade em 2007.

CONTERRÂNEOS VELHOS DE GUERRA

32

Com a estreia do longa de ficção “O Outro Lado do Paraíso” (de André Ristum) nos cinemas, vale a pena conhecer este premiado documentário de Vladimir Carvalho. “Conterrâneos…” acompanha as histórias de luta de diversos trabalhadores que migraram para Brasília em 1959, a fim de trabalhar na construção da futura capital brasileira. Premiado pela APCA e vencedor do prêmio especial do júri do Festival de Gramado.

UM SONHO INTENSO

4

Dirigido por José Mariani, o documentário analisa o processo histórico, social e econômico do Brasil dos anos 1930 anos até os dias de hoje. Um painel inteligente e surpreendente do processo de desenvolvimento do país visto pelo olhar crítico de economistas, sociólogos e historiadores. Depoimentos de nomes como Celso Amorim, Francisco de Oliveira, José Murilo de Carvalho, entre outros.

SARTRE NO CINEMA

9

Além da minissérie “Sartre: A Era das Paixões”, este DVD duplo apresenta “Sartre por ele mesmo” (1976), documentário com mais de três horas em que o escritor e filósofo fala de sua obra e de suas ideias. Um depoimento autobiográfico em que Sartre fala sobre suas experiências pessoais, refletindo também sobre o universo político que o cerca.

CORAÇÕES E MENTES

7

Dirigido por Peter Davis, o filme é considerado um dos melhores documentários de todos os tempos. A partir de extenso material de arquivo, Davis mostra com olhar crítico o confronto dos Estados Unidos no Vietnã, e os efeitos desastrosos de uma guerra. Vencedor do Oscar de melhor documentário em 1975, “Corações e Mentes” pode ser conferido em versão remasterizada com mais de duas horas de extras, além de livreto especial de 48 páginas.

O FASCISMO DE TODOS OS DIAS

10

Intercalando imagens de 1965 e material capturado do arquivo do Ministério de Propaganda do III Reich – da coleção pessoal de Hitler e de fotografias apreendidas de soldados alemães da SS -, o cineasta russo Mikhail Romm desenvolve uma reflexão sobre a natureza do fascismo, enquanto reconstrói a trajetória de sua ascensão e queda.

ADEUS, CAMARADAS! 

22

Minissérie do canal francês ARTE sobre o apogeu e a queda da União Soviética e do bloco comunista, entre os anos de 1975 e 1991. Versão integral em DVD duplo com mais de cinco horas de duração, alternando entrevistas, músicas e imagens raras de arquivo. E a direção é do renomado documentarista russo Andrei Nekrasov, que foi assistente do mestre Andrei Tarkovski em “O Sacrifício“.

FIM DE ANO NA 2001: CONFIRA ALGUNS DOS TÍTULOS MAIS VENDIDOS EM 2015!

2

AS DUAS ÚLTIMAS LOJAS DA 2001 PODEM ESTAR FECHANDO, MAS A EMPRESA CONTINUA FIRME E FORTE NO E-COMMERCE, COM A MELHOR SELEÇÃO DE FILMES, INFORMAÇÕES E PROMOÇÕES DO MERCADO. CONFIRA A SEGUIR DEZ DOS TÍTULOS MAIS VENDIDOS NA REDE EM 2015.  

A FAMÍLIA

001

Um dos trabalhos de Ettore Scola mais queridos pelo público, o filme acompanha o professor Carlo (Vittorio Gassman) e sua grande família, desde seu batizado em 1906, quando seu avô lembra a seu pai que Carlo significa ‘homem livre’, até a festa de seus 80 anos. Durante sua trajetória, ele presencia nascimentos e mortes, revoluções e guerras. E lá estão presentes seu irmão, a esposa Beatrice (Stefania Sandrelli) e sua irmã Adriana (Fanny Ardant).

AMARCORD

002

Vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro e indicado a melhor diretor e roteiro, “Amarcord” é uma ode de Federico Fellini a sua juventude em Rimini. Através dos olhos de Titta (Bruno Zanin), um garoto que vive na pequena cidade italiana, na década de 1930, testemunhamos várias histórias interligadas, assim como a passagem do menino pela escola, sua descoberta do sexo e do mundo.

OBRAS-PRIMAS DO TERROR 2

003

No formato digistack, o box apresenta seis clássicos de terror inéditos, dirigidos por mestres do gênero: “O Ciclo do Pavor” (de Mario Bava), “Lisa e o Diabo” (também de Bava), “A Mansão do Inferno” (de Dario Argento), “Martin” (de George Romero), “Pelo Amor e pela Morte” (de Michele Soavi) e “Terror nas Trevas” (de Lucio Fulci). Todos em versões restauradas, além de mais de uma hora de vídeos extras. Uma coleção imperdível para os fãs do gênero.

MEDO E DELÍRIO

004

O filme do ex-Monty Python Terry Gilliam ganhou status de “cult” ao transpor para as telas o universo onírico e underground de Hunter S. Thompson, um mito do chamado jornalismo “gonzo”. Vivido por Johnny Depp, em um de seus papéis icônicos, Thompson embarca numa jornada psicodélica por diferentes eventos em Las Vegas, ao lado de seu advogado (Benicio Del Toro, quase irreconhecível).

CABRA MARCADO PARA MORRER

005

Marco do cinema documentário, dirigido por Eduardo Coutinho (falecido tragicamente em 2/2/2014),  o filme é uma narrativa semidocumental em torno da vida de João Pedro Teixeira, líder camponês da Paraíba assassinado em 1962. O longa teve a sua produção interrompida em 1964, em razão do golpe militar no Brasil, e foi concluído em março de 1884. Edição especial com livreto de 71 páginas mais diversos extras, incluindo comentários do cineasta.

O DIA QUE DUROU 21 ANOS

006

Sucesso nos diversos festivais nos quais foi exibido, o documentário reconstitui – por meio de minuciosa pesquisa que durou 4 anos – a influência do governo dos Estados Unidos no Golpe de Estado que eclodiu no Brasil em 1964. Com documentos secretos e gravações originais da época, o filme mostra como os presidentes John F. Kennedy e Lyndon Johnson organizaram-se para tirar o presidente João Goulart do poder.

AZUL É A COR MAIS QUENTE

007

Livremente baseado na HQ homônima, o filme tem direção de Abdellatif Kechiche (“O Segredo do Grão”) e acompanha o rito de passagem da jovem Adèle (a revelação Adèle Exarchopoulos), que logo se apaixona por Emma (Léa Seydoux, de “Adeus, Minha Rainha”). Com uma longa sequência de sexo explícito entre as protagonistas, o longa causou furor e polêmica no Festival de Cannes, de onde saiu com a PALMA DE OURO – dividida, pela primeira vez na história, entre o diretor e suas duas atrizes principais.

NINFOMANÍACA – PARTES 1 E 2

009

Depois de “Anticristo” e “Melancolia”, Lars von Trier completa a sua trilogia da depressão com mais um trabalho que desafia convenções, tirando o espectador de sua zona de conforto. Em duas partes, “Ninfomaníaca” acompanha a trajetória sexual e emocional de Joe, da infância à vida adulta. A ótima Charlotte Gainsbourg interpreta a protagonista no presente, recordando sua ativa (e atribulada) vida sexual. Shia LaBeouf, Christian Slater, Willem Dafoe, Jean-Marc Barr, Jamie Bell e Uma Thurman completam o elenco.

HARAKIRI – EDIÇÃO DEFINITIVA (1962 + 2011)

0010

Versão restaurada de “Harakiri” (1962), o clássico do mestre Masaki Kobayashi (“Rebelião”) que ganhou o Prêmio Especial do Júri no Festival de Cannes. Considerado um dos melhores filmes de samurai de todos os tempos, o longa teve uma refilmagem em 2011, também incluída neste lançamento: “Harakiri – Morte de um Samurai” (2011), dirigida pelo provocador Takashi Miike (“13 Assassinos”).

ELA (BLU-RAY)

0012

Vencedor do Oscar 2014 de melhor roteiro original, e indicado às estatuetas de melhor filme, direção de arte, trilha sonora e canção (“The Moon Song”), “Ela” é mais um cativante trabalho de Spike Jonze, diretor de “John Malkovich” e “Adaptação”. Depois de brilhar em “O Mestre”, Joaquin Phoenix interpreta Theodore, um solitário (e descolado) redator que se apaixona por um sistema operacional, “Samantha” (dublado por Scarlett Johansson). Amy Adams, Chris Pratt e Rooney Mara também estão no elenco.