The Rock

“BIG LITTLE LIES”, PREMIADA COM O EMMY, E MAIS LANÇAMENTOS NA 2001

COM GRANDE ELENCO E DIREÇÃO DO CANADENSE JEAN-MARC VALLÉE (“CLUBE DE COMPRAS DALLAS“),  A MINISSÉRIE BRILHOU NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO EMMY, A MAIS IMPORTANTE PREMIAÇÃO DA TELEVISÃO AMERICANA. 

Entre as produções de menor duração, “Big Little Lies” levou o Emmy nas categorias de melhor minissérie, atriz (Nicole Kidman), atriz coadjuvante (Laura Dern), ator coadjuvante (Alexander Skarsgard) e direção. Reese Witherspoon, Shailene Woodley, Adam Scott e Zoë Kravitz também estão no elenco.

Adaptada do best seller homônimo de Liane Moriarty, a produção acompanha três mulheres que se envolvem em uma trama de assassinato, rivalidade e violência doméstica, na aparente perfeita comunidade de Monterey, na Califórnia. Madeline (Reese Witherspoon) é uma dona de casa que se dedica à educação das duas filhas e que ainda vive ressentida com o casamento do ex-marido.

Já a ex-advogada Celeste (Nicole) é mãe de gémeos e tem um casamento aparentemente perfeito com um homem mais novo, Perry (Skarsgård). Jane (Shailene) é uma jovem mãe solteira recém-chegada à cidade preocupada com o filho de cinco anos, acusado de esganar a filha de Renata (Laura Dern), a arqui-inimiga de Madeline, no recreio da escola. A partir daí, uma “guerra” se instaura entre as mães dos alunos.

Criada por David E. Kelley (“Ally McBeal”, “Boston Legal”), a minissérie trata de muitas coisas, mas sobretudo do papel da mulher na sociedade contemporânea, por meio das diferentes personagens e seus conflitos. Um crime mantido nas sombras desde o primeiro episódio – não se sabe quem o cometeu ou quem é a vítima – é só a ponta de diferentes formas de violência (assédio sexual, bullying) que afetam as protagonistas e, infelizmente, cada vez mais mulheres na atualidade.

EXTRAS:
• Sobre Big Little Lies – um olhar por trás das cenas com entrevistas inéditas com o elenco e realizadores.
• Contém “Por Dentro dos Episódios” com o diretor Jean-Marc Vallée e o escritor David E. Kelley.

MEU MALVADO FAVORITO 3

Uma das maiores bilheterias do ano, com quase 9 milhões de espectadores nos cinemas brasileiros, o longa de animação dá sequência à franquia protagonizada pelo ex-vilão Gru (voz de Steve Carrell no original), que agora descobre ter um irmão gêmeo, Dru. Ao lado dos Minions, os dois terão de enfrentar um novo vilão – Balthazar Bratt, um esquecido astro de TV dos anos 1980. Confira nos extras das edições em DVD e Blu-ray, making of, cena deletada, videoclipe e o mini-filme “A Vida Secreta de Kyle”.

E VEJA TAMBÉM:
Coleção Meu Malvado Favorito 1-3 + Minions

PIRATAS DO CARIBE – A VINGANÇA DE SALAZAR

Johnny Depp está de volta ao papel de Jack Sparrow, que precisa encontrar o Tridente de Poseidon, artefato que dá a quem o possui poder absoluto sobre os sete mares. Enquanto isso, um grupo de fantasmas é liberado por um velho inimigo, o Capitão Salazar (Javier Bardem), que está determinado a matar todos os piratas do mar. Brenton Thwaites, Kaya Scodelario, Geoffrey Rush e Orlando Bloom completam o elenco desta quinta aventura da franquia, dirigida pela dupla de cineastas noruegueses Espen Sandberg e Joachim Ronning (de “Expedição Kon Tiki”).

O CÍRCULO

Baseado no livro de mesmo nome de Dave Eggers, o filme é um suspense tecnológico com Tom Hanks, Emma Watson (a Hermione da franquia “Harry Potter“) e John Boyega (de “Star Wars – O Despertar da Força“) nos papéis principais e um tema muito atual: o fim da privacidade no mundo virtual. Hanks interpreta Eamon Bailey, empresário que comanda a Circle, corporação que investe na manipulação de dados das mídias sociais, e Emma, sua mais nova funcionária.

BAYWATCH – SOS MALIBU

Versão cinematográfica da popular série de TV dos anos 1990, com Dwayne Johnson, o “The Rock”, substituindo David Hasselhoff no papel de Mitch Buchannon, chefe da equipe de salva-vidas da praia de Emerald Bay, na Flórida. Dirigido por Seth Gordon (“Quero Matar meu Chefe“), o filme une ação policial e humor, com Zac Efron como parceiro (e personalidade oposta), a indiana Priyanka Chopra de vilã, e participações especiais de Hasselhoff e Pamela Anderson.

RIVERDALE – 1ª TEMPORADA

Inspirada nos desenhos animados de “A Turma do Archie”, da década de 1960, a série teen explora os segredos dos moradores de uma pequena cidade dos EUA. Os habitantes de Riverdale tentam retomar suas vidas após uma tragédia que faz Archie Andrews repensar seu futuro – e amores, dividido entre Betty e Veronica. Entre os extras incluídos no box, estão cenas inéditas e erros de gravação.

 

“SEM DOR, SEM GANHO”: MARK WAHLBERG E “THE ROCK” VIVEM UMA ALUCINANTE HISTÓRIA BASEADA EM FATOS REAIS

Sem Dor, Sem Ganho
(Idem, EUA, 2013, Cor, 129′)
Paramount – Aventura – 18 anos
Direção: Michael Bay
Elenco: Mark Wahlberg, Dwayne Johnson, Anthony Mackie, Tony Shalhoub, Ed Harris, Rebel Wilson

Sinopse: Miami, anos 1990. Um trio de fisiculturistas se envolve em uma série de crimes a fim de conquistar fama e fortuna.

Conhecido pela estética de videoclipe e ritmo frenético de seus filmes (Os Bad Boys, A Rocha, Transformers), o diretor e produtor Michael Bay investe em projeto mais modesto, mas não menos absurdo. Absurdo e, inacreditavelmente, baseado na história real de três fisiculturistas que incorreram numa série de crimes em Miami, entre outubro de 1994 e junho de 1995.

Com o famoso lema dos adeptos da malhação – “No Pain, No Gain” – como título, Sem Dor, Sem Ganho começa com Daniel Lugo (Mark Wahlberg) sendo preso pela polícia, e a história volta no tempo, reconstituindo uma espiral de cobiça que culmina em estelionato, sequestro e assassinato.

Dwayne Johnson e Mark Wahlberg em cena de "Sem Dor, Sem Ganho", filme de difícil classificação. Espécie de comédia criminal ou aventura satírica, retrata a obsessão pelo culto ao corpo - e pelo sucesso material a qualquer preço. O personal trainer vivido pro Wahlberg vai tornando-se cada vez mais maníaco, maníaco por ostentar, por perfeição física. Maníaco pelo que acredita ser o "sonho americano"

Dwayne Johnson e Mark Wahlberg em cena de “Sem Dor, Sem Ganho”, filme de difícil classificação. Espécie de comédia criminal ou aventura satírica, retrata a obsessão pelo culto ao corpo – e pelo sucesso material a qualquer preço. O personal trainer vivido pro Wahlberg vai tornando-se cada vez mais maníaco, maníaco por ostentar, por perfeição física. Maníaco pelo que acredita ser o “sonho americano”

Segundo Lugo, “os EUA são o país mais bombado e sarado do mundo”, comentário que expressa o estado de alienação de um homem obcecado em forma física. Ambicioso, o personal trainer deturpa a ideia de “sonho americano”, levando até as últimas consequências o desejo de se autoafirmar. De ser o melhor.

“O dinheiro tem que acompanhar o corpo”, diz. Por isso, em busca de enriquecimento rápido, que não consegue com suas aulas de musculação, ele e mais dois amigos (vividos por Dwayne Johnson/The Rock e Anthony Mackie) decidem sequestrar e roubar um rico aluno da academia. As patéticas (e condenáveis) atitudes dos personagens vão tornando-se cada vez mais bizarras, combinando humor negro e violência absurda.

Com o comportamento estúpido de seu trio de protagonistas, o filme reforça estereótipos associados aos praticantes de musculação

Com o comportamento estúpido de seu trio de protagonistas, o filme reforça os estereótipos associados aos praticantes de musculação

Uma trama tão bizarra quanto inacreditável, ao ponto da narrativa ser interrompida para o seguinte aviso ao espectador: “Esta ainda é uma história real”.